Barueri

Em três anos, Governo de SP distribui mais de 200 milhões litros de leite

A distribuição de leite de alto valor nutritivo pelo Governo de São Paulo para mais de 305 mil crianças e idosos de baixa renda dos 645 municípios do Estado bateu a marca de 200 milhões de litros neste mês. O número corresponde à quantidade total de litros oferecidos no VivaLeite desde 2019. Todos os meses são, em média, mais de 4,5 milhões de litros distribuídos no Projeto.

Com as recorrentes altas do preço do leite, o alimento torna-se cada vez mais escasso da mesa de muitos brasileiros. Daí a importância dos 15 litros mensais recebidos por cada beneficiário que complementam a alimentação de milhares de crianças e idosos em situação de vulnerabilidade social em todo o Estado.

Enriquecido com ferro e vitaminas A e D, o leite é distribuído às famílias com crianças na faixa etária de 6 meses a 5 anos e 11 meses e renda mensal de até 2 salários mínimos, com prioridade para aquelas com renda mensal de até ¼ de salário mínimo.

Já os idosos acima de 60 anos que vivem nas ILPIs (Instituições de Longa Permanência para Idosos) foram incluídos no VivaLeite durante a pandemia. De abril a dezembro de 2020, mais de 1,1 milhão de litros reforçaram a alimentação de mais de 15 mil idosos em 479 ILPIs no interior e litoral do Estado. Agora, o Projeto contempla os cidadãos da melhor idade residentes na capital e Região Metropolitana de São Paulo.

 

Como receber o benefício

Para ser beneficiário do VivaLeite na capital e Grande São Paulo, a família da criança ou o idoso devem estar cadastrados no CadÚnico para Programas Sociais e possuir o número do NIS (Número de Identificação Social). Com estes dados, os interessados devem contatar uma das instituições voluntárias parceiras, de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h, para verificar a disponibilidade de vagas.

A distribuição do leite no interior do Estado e no litoral paulista é feita mediante a celebração de convênio entre as prefeituras e a SEDS (Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo).

Nestas localidades, somente as famílias com crianças que atendem aos critérios de idade e renda mensal do Projeto estão habilitadas à participação. As famílias também devem estar cadastradas no CadÚnico para Programas Sociais e possuir o número do NIS. Os interessados podem procurar diretamente as prefeituras para saberem das vagas disponíveis.

 

Dia Mundial do Leite

Em 2001, a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO/ONU) instituiu o dia 01 de junho, como o Dia Mundial do Leite para incentivar o consumo de lácteos. Essa data foi escolhida por já ser comemorada na maioria dos países da Europa.

No Brasil, dados da Pesquisa Pecuária Municipal (PPM/IBGE) de 2020 apontam a produção de mais de 35 bilhões de litros de leite por ano. Já consumo médio, por habitante, equivale a 180 litros de leite/ano na forma dos mais variados derivados lácteos, como queijos, manteiga, requeijão e iogurte.

 

Décadas de história

O VivaLeite foi instituído pelo Decreto 44.569, de 22/12/1999, em substituição ao Programa Campo Cidade Leite, em 07/03/1997. Até o final de 2010, teve a coordenação da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo quando, em 19 de janeiro de 2011, por meio do decreto nº 56.674, o Projeto foi integrado às ações coordenadas pela Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo.

Hoje, o VivaLeite faz parte também das 19 iniciativas do Bolsa do Povo, programa que foi enviado à Alesp para aprovação (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) pela Secretaria da Casa Civil em 2021.

 

Siga nas redes:
Instagram: jornalimprensaregionalregoeste
Site: jimprensaregional.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/pg/jimprensaregional 

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: