Barueri

PM e GCM desocupam terreno particular invadido na Vila Menck

No último sábado, aproximadamente 600 pessoas do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) invadiram um terreno particular na Rua Guilherme Luís de Carvalho, na Vila Menck, em Osasco. Polícia Militar (PM) e Guarda Civil Municipal (GCM) foram acionadas e conduziram uma operação de desocupação no local, concluída por volta das 15h30 do mesmo dia.

Apesar de tentativas de negociação com advogados e representantes do movimento, incluindo o vereador Emerson Márcio Vitalino e a deputada estadual Ediane Maria do Nascimento, o grupo permaneceu no terreno, o que exigiu a intervenção das forças de segurança. A ação foi tranquila, sem uso da força e sem vítimas.

Após a desocupação do terreno, as autoridades realizaram uma varredura na área, o que levou à apreensão de “arma branca” (artefato perfurante e cortantes), drogas e documentos. O local foi interditado para perícia e liberado à noite ao dono do terreno.

O prefeito Rogério Lins, acompanhado pelo deputado estadual Gerson Pessoa, esteve presente durante a operação, enfatizando a intolerância a invasões em Osasco. Ele agradeceu o apoio da Guarda Civil Municipal, da PM, equipe de governo, deputado estadual Gerson Pessoa, governador Tarcísio e secretário de Segurança Pública, Guilherme Derrite.

O tenente-coronel Joaquim Keida e equipe, juntamente com os secretários de Segurança e Controle Urbano, Coronel José Virgolino, de Habitação, Pedro Sotero, e de Serviços e Obras, Waldyr Ribeiro Filho, além do atual comandante da GCM, inspetor Erivan da S. Gomes, também acompanharam a operação.

A ocorrência foi registrada no 5º Distrito Policial de Osasco pelo proprietário.

 

 

Siga nas redes:
Instagram: jornalimprensaregionalregoeste
Site: jimprensaregional.com.br
Facebook:
https://www.facebook.com/pg/jimprensaregional

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.