Barueri
Maria Jose Maciel

Empreendedorismo Social para 2024

O empreendedorismo social “é uma modalidade de negócio que busca transformar a sociedade por meio de técnicas de gestão, inovação, criatividade e sustentabilidade” e busca através de ações inovadoras voltadas para o campo social solucionar problemas locais, podendo ou não ter fins lucrativos.

Dentre os problemas que o empreendedor social busca solucionar, em todo o mundo, temos situações relacionadas à educação, à moradia, à saúde, ao emprego, ao meio ambiente e aos direitos humanos e para tanto são criados modelos de produtos e serviços que podem ser lucrativos e sociais por meio de medidas sustentáveis que não somente gerem dinheiro, mas tragam melhorias em todos os setores de uma comunidade.

Como se vê, os principais e maiores impactos provocados pelo empreendedorismo social são melhorias na sociedade e muitas vezes provenientes de soluções buscadas para resolução de problemas daquela coletividade específica e que podem ser replicadas em outras comunidades ao redor do mundo.

No Brasil, em especial, o empreendedorismo social nasce da necessidade de suprir as lacunas que não são cobertas pelo estado e tem os vulneráveis como seus maiores beneficiários, sendo que o empreendedor social brasileiro conta com um diferencial que é a sua imensa criatividade que o faz buscar soluções inovadoras e nunca antes pensadas para a solução daquele problema antigo e que é identificado ali na comunidade, no bairro ou na Cidade.

Vale destacar que não podemos confundir o empreendedor social com as organizações do terceiro setor, apesar das causas comuns aos dois, no caso do empreendedor social, além de doações, ele obtém parte de sua receita de produtos e serviços, como as empresas “normais”, porém o lucro não é seu objetivo primordial, pois estão mais focadas em gerarem mudanças sociais.

Como mãe de uma jovem empreendedora social, Clara Beatriz Maciel, que começou a empreender quando tinha 10 anos de idade (visando resolver um problema por ela identificado que era dificuldade do acesso aos livros literários na cidade pequena do interior da Bahia, buscando democratizar e incentivar a leitura ela criou o Projeto Casinha de Livros @projetocasinhadelivros) vejo com grande alegria o papel primordial das mulheres à frente do empreendedorismo social no Brasil, porém a atuação das mulheres não é fácil pois os problemas decorrentes do machismo enfrentados nas empresas “comuns” e sociedade também serão enfrentados pelas mulheres empreendedoras sociais.

Por fim, verifica-se que as soluções para os mais diversos problemas sociais ora enfrentados no Brasil e em outras partes do mundo, passam cada vez mais pela adoção do empreendedorismo social e esperamos que no ano de 2024 seja marcado fortemente por esse movimento.

Sobre Maria José Maciel:
Graduada em Direito e Pós-Graduada em Direito Penal e Processo Penal, Delegada de Polícia do Estado da Bahia, e atualmente atuando como Delegada do Núcleo Especial de Atendimento a Mulher (NEAM).

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.