Barueri
Maria Jose Maciel

A violência contra as mulheres aumentou no ano de 2022

Não há duvidas que o Dia Internacional da Mulher nos faça refletir sobre as conquistas, fruto de lutas constantes, mas infelizmente não nos é dada a oportunidade de descansar para desfrutar tais conquistas, pois qualquer descuido é motivo para retrocessos.
Ainda temos muito que avançar, principalmente no que diz respeito ao combate a violência doméstica, familiar e nas relações íntimas de afeto e tanto é verdade que recentemente saiu à pesquisa feita pelo datafolha realizada a pedido do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, e a pesquisa diz que todas as formas de violência contra mulher aumentaram no ano de 2022.

Costumo dizer que a violência doméstica é democrática, pois atinge mulheres de todas as classes sociais e raça, porém a pesquisa nos mostrou que há prevalência entre as mulheres negras (48%) e menos escolarizas (48% possuem no máximo o ensino médio). Outro ponto que chama bastante atenção na pesquisa apresentada diz respeito ao fato de que 45% das mulheres não denunciaram as violências sofridas, quer por acreditar que podem resolver sozinhas (38%), quer por não confiarem na Polícia (21.3%).

De tudo se extrai que é premente a implementação de políticas públicas para o enfrentamento e combate a violência doméstica, com campanhas educativas em todo território nacional e fortalecimento dos órgãos responsáveis pelo combate.

Sobre Maria José Maciel:
Graduada em Direito e Pós-Graduada em Direito Penal e Processo Penal, Delegada de Polícia do Estado da Bahia, e atualmente atuando como Delegada do Núcleo Especial de Atendimento a Mulher (NEAM)

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.