Umidade fica abaixo de 15% em cidades do Sudeste e Centro-Oeste; entenda o fenômeno

A onda de calor que atingiu diversas cidades da região central do Brasil nos últimos dias veio acompanhada de baixos índices de umidade relativa do ar. Em cidades do Centro-Oeste, como Goiânia (GO), Paraúna (GO) e Bataguassu (MS), o índice chegou a ficar abaixo de 10%, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O ideal para a saúde humana é pelo menos 60%.

Apesar do incômodo causado pelo tempo seco, os índices estão normais para esta época do ano, explicam meteorologistas. Além disso, os especialistas alertam que o pior já passou: a tendência é que uma frente fria aumente ainda mais a umidade a partir de sexta-feira (20) em São Paulo e no Sul de Minas Gerais. Nos estados do Mato Grosso, Goiás e Tocantins o maior alívio deve chegar apenas na próxima semana.

“Por enquanto não há nada de anormal nos índices dessas cidades. É justamente nesta época do ano, no final do inverno, que nós temos os índices mais baixos na região”, explica Naiane Araújo, do Inmet de Brasília.

“Como estamos nos aproximando da primavera, já temos as temperaturas mais altas que diminuem a umidade, mas ainda não temos o escoamento dos ventos que favorece a chegada das chuvas”, completa Franco Villela, do Inmet de São Paulo.

https://g1.globo.com/natureza/noticia/2019/09/18/umidade-fica-abaixo-de-15percent-em-cidades-do-sudeste-e-centro-oeste-entenda-o-fenomeno.ghtml

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: