TJSP e parceiros lançam campanha no Dia Internacional da Mulher pelo enfrentamento da violência de gênero

No Estado de São Paulo, o número de medidas protetivas concedidas pela Justiça para vítimas de violência doméstica tem crescido nos últimos anos. De 2018 para 2020, houve um aumento de 73% (tabela abaixo) – um dado triste, que revela o quanto a violência de gênero permeia nossa sociedade. Mas, por outro lado, há um aspecto positivo – significa que cada vez mais mulheres se encorajam a pedir ajuda e romper o ciclo da violência.

Esse é o foco da nova campanha do Tribunal de Justiça de São Paulo – #Rompa -, lançada neste Dia Internacional da Mulher (8/3) para estimular que as vítimas denunciem e procurem apoio para romper relacionamentos abusivos. Afinal, diminuir a subnotificação de casos é fuMedidas protetivas aumentaram 73% nos últimos três anosndamental, uma vez que o Brasil é o 5º país no qual mais se mata mulheres no mundo (de acordo com a ONU).

Muitas das vezes, relacionamentos abusivos começam com algumas atitudes encaradas como “excesso de amor”. É preciso atenção porque o controle, o ciúme e os xingamentos podem ser a primeira etapa do chamado ciclo da violência, que é uma alternância – uma fase de paixão, de namoro, seguida de uma agressão; um pedido de perdão, uma reconquista e uma nova violência, inclusive física. Em casos graves, pode-se chegar ao feminicídio.

#Rompa – A Campanha

Criada pelo TJSP, em parceria com a Associação Paulista de Magistrados (Apamagis), a campanha também conta com o apoio das empresas e concessionárias ligadas à Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM) e está aberta a novos apoiadores. Serão diversas ações ao longo do ano e, no lançamento, serão disponibilizados:
– Cartazes, vídeos e postagens nas redes sociais (seguem anexados), inclusive nos transportes, por onde circulam milhões de pessoas diariamente
– Hotsite https://www.tjsp.jus.br/rompa com informações
– Cartilha #Rompa, com orientações sobre os tipos de violência, como identificá-los e como agir
– Painel da proteção – com o histórico de medidas protetivas concedidas nos últimos dois anos (atualizado mensalmente)
– Prêmio #Rompa – para identificar e dar visibilidade a iniciativas de combate à violência de gênero. São duas categorias: Magistrada/Magistrado e Sociedade Civil

#Rompa – Como podemos ajudar a pauta
– Dados de medidas protetivas (tabela abaixo);
– Personagens – mulheres que sofreram violência e pediram medidas protetivas, rompendo o relacionamento abusivo (algumas preferem ter suas identidades preservadas);
– Sugestão de ONGs que atuam no combate à violência de gênero e que poderão se inscrever no prêmio;
– Entrevista com juízes especialistas no tema, que podem comentar dados e oferecer orientações sobre como proceder, além de informar qual é a rede de atendimento;
– Gravação nas estações que divulgam a campanha.

Concessão de medidas protetivas de urgência

 

Fonte: Governo do Estado de SP

Secretaria dos Transportes Metropolitanos

 

#linkbio #jornalimprensaregionalregoeste #jdoria #governodoestadodesaopaulo #NovosTempos #EstadodeRespeito #JuntosPorSãoPauloePeloBrasil #combateaocoronavirus #rodrigogarciaoficial #covid19 #secretariaestadualdesaudedesp #saudepublica #campanhasobreocoronavirus #daviduip #quarentena #FicaEmCasa #prorrogacaodaquarentena #retomadagradualdaeconomia #prefeituradesp  #usemascaras #marcovinholi #ronaldodaher #dianacionaldelutadapessoacomdeficiencia

 

Siga nas redes:
Instagram: jornalimprensaregionalregoeste
Site: jimprensaregional.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/pg/jimprensaregional

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: