Barueri

Taboão da Serra cadastra gestantes e puérperas com comorbidades da rede particular para vacinação contra a Covid-19

A Prefeitura de Taboão da Serra começa nesta quarta-feira, 26/05, o cadastro de gestantes e de puérperas (mulheres que deram à luz há até 45 dias) com comorbidades que fazem acompanhamento na rede particular e convênios para a vacinação contra a Covid-19. O cadastro pode ser feito através do site vacina.ts.sp.gov.br. Quem faz acompanhamento nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) não precisa se cadastrar.

A retomada da vacinação de grávidas e de puérperas foi autorizada pelo Governo do Estado de São Paulo e é destinada às maiores de 18 anos com comorbidades. “O cadastro é necessário para agendarmos a data e horário da vacinação. Quem faz acompanhamento com a prefeitura não precisa se cadastrar, pois já estão sendo orientadas quanto à aplicação do imunizante”, explica o secretário de Saúde, José Alberto Tarifa. “Apenas gestantes e puérperas que fazem acompanhamento na rede particular e convênios devem se cadastrar”, completa Tarifa.

Segundo a Secretaria de Saúde, cerca de 400 gestantes e puérperas com comobidades fazem acompanhamento na rede municipal. A estimativa é que o mesmo número de mulheres sejam assistidas na rede particular e convênios.

Passo a Passo

Após acessar vacina.ts.sp.gov.br, as grávidas e puérperas com comorbidades de convênios e particulares devem clicar no botão “CADASTRE-SE AQUI” e preencher o formulário com os dados pessoais. É preciso aceitar o termo de responsabilidade que consta no final da página para concluir o cadastro.

Inicialmente a vacinação será na UBS Jardim das Margaridas (Rua Paulo Augusto de Andrade, 400 – Jardim São Judas Tadeu). O agendamento também poderá ser feito, a partir do dia 26/05, entrando em contato com a própria unidade pelo telefone (11) 4685-8352, com Ketlin.

No dia da vacinação é preciso levar documento de identificação com foto, cartão do SUS e comprovante de endereço de Taboão da Serra. As puérperas precisam apresentar declaração do nascimento da criança e as gestantes, em qualquer idade gestacional, devem levar carteira de acompanhamento e/ou pré-natal e laudo médico esclarecendo a comorbidade. Para ambas é preciso apresentar comprovante da condição de risco (comorbidades) por meio de exames, receitas, relatório médico ou prescrição médica.

Confira a relação de comorbidades definidas pelo Ministério da Saúde:

Doenças Cardiovasculares:

  • Insuficiência cardíaca (IC)
  • Cor pulmonale (alteração no ventrículo direito) e Hipertensão pulmonar
  • Cardiopatia hipertensiva
  • Síndromes coronarianas
  • Valvopatias
  • Miocardiopatias e Pericardiopatias
  • Doença da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas
  • Arritmias cardíacas
  • Cardiopatias congênitas no adulto
  • Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados

Doenças Crônicas:

  • Diabetes mellitus
  • Pneumopatias crônicas graves
  • Hipertensão arterial resistente (HAR)
  • Hipertensão arterial – estágio 3
  • Hipertensão arterial – estágios 1 e 2 com lesão e órgão-alvo e/ou comorbidade
  • Doença Cerebrovascular
  • Doença renal crônica
  • Imunossuprimidos (transplantados; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas em uso de corticoides; pessoas com câncer).
  • Anemia falciforme e talassemia maior (hemoglobinopatias graves)
  • Obesidade mórbida
  • Cirrose hepática

Serviço:
Vacinação contra a Covid-19

Grávidas e Púerperas (até 45 dias pós parto) – Rede Particular e Convênios
Cadastro: vacina.ts.sp.gov.br

 

Siga nas redes:
Instagram: jornalimprensaregionalregoeste
Site: jimprensaregional.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/pg/jimprensaregional

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: