Senadores questionam projeto que libera plantio de maconha

A Câmara dos Deputados adotou um regime de urgência para analisar o PL (Projeto de Lei) 399/2015, que libera medicamentos e produtos à base de maconha em território nacional.

O andamento acelerado da proposta tem causado polêmica e dividido a opinião no Senado Federal. Alguns parlamentares questionam a urgência e a prioridade do projeto em relação a outras matérias em meio à pandemia do novo coronavírus.

Os ministros da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e da Mulher, Família e Diretos Humanos, Damares Alves, afirmam terem recebido manifesto de repúdio das mãos de representantes de 1.357 entidades.

De autoria do deputado Fábio Mitidieri (PSD-SE), o projeto busca viabilizar a comercialização de produtos e medicamentos que contenham extratos, substratos ou partes da planta cannabis sativa em sua formulação. O texto também prevê o cultivo da planta por pessoas jurídicas, em situações específicas.

O senador Styvenson Valentim (Podemos-RN) disse acreditar que há outros projetos mais urgentes e importantes, para este momento, em tramitação na Câmara dos Deputados.

Para Valentim, é preciso entender melhor o que está por trás do projeto e a maneira ideal, acrescenta, é ouvir os médicos, o Ministério da Saúde, a polícia e os ambientalistas, para saber que caminho tomar. “É muito precipitado votar algo dessa magnitude assim, de forma apressada”, disse.

 

Fonte: R7

 

Siga nas redes:
Instagram: jornalimprensaregionalregoeste
Site: jimprensaregional.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/pg/jimprensaregional

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: