Seleção feminina vence a Rússia no penúltimo amistoso antes das Olimpíadas

Antes da partida, jogadoras divulgam manifesto contra assédio moral e sexual. Brasil mostra grande poder de marcação, domina a adversária e chega à tranquila vitória com dois gols de Bruna Benites e um de Andressa Alves.

No penúltimo amistoso antes das Olimpíadas de Tóquio, a seleção brasileira feminina venceu a Rússia por 3 a 0, em Cartagena, na Espanha, com dois gols de Bruna Benites e um de Andressa Alves. Dentro de campo, o Brasil surpreendeu com uma forte postura defensiva, que permitiu apenas dois chutes da adversária nos 90 minutos. Fora das quatro linhas, as jogadoras mostraram união em um manifesto, publicado antes da bola rolar, contra o assédio sexual, uma semana após o afastamento do presidente da CBF, Rogério Caboclo, acusado desse tipo de comportamento.

MARTA: “DECISÃO EM CONJUNTO

“Foi uma decisão em conjunto, a gente tem uma comissão que é muito alinhada com as atletas, então a gente resolveu mostrar a nossa opinião nesse sentido. Somos obviamente contra qualquer tipo de assédio. Sem fazer pré-julgamentos, os fatos estão aí para serem apurados, mas a gente necessitava mostrar nossa posição”, disse Marta à TV Globo ao deixar o campo. Nesta sexta-feira, a Comissão de Ética da CBF notificou Rogério Caboclo, que tem 15 dias úteis para apresentar sua defesa.

Faixa que as jogadoras entraram em campo no amistoso contra a Rússia

TIME BASE NO INÍCIO

Com a base do time que deve estrear nas Olimpíadas, dia 21 de julho, contra a China, a seleção brasileira mostrou desde o início um repertório diferente: muita marcação, sem deixar a Rússia sequer se aproximar da área da goleira Bárbara. Faltava um pouco de movimentação ofensiva, mas a insistência do Brasil foi premieada aos 41 minutos: Andressinha cobrou escanteio da esquerda, Ludmila desviou, e Bruna Benites marcou de cabeça, na pequena área.

Andressinha conduz o Brasil ao ataque na vitória sobre a Rússia

  • MUDANÇAS E MAIS GOLS

    Na volta do intervalo, uma preocupação: com um incômodo na coxa, Formiga deu lugar a Júlia Bianchi. Pia fez outras duas mudanças no intervalo, lançando Poliana e Adriana, e depois colocou Andressa Alves, Jucinara e Giovana Queiroz. Se o objetivo da treinadora era ver alternativas, conseguiu: a seleção mostrou novas variações ofensivas e consolidou a vitória com participação de Andressa Alves: cobrou o escanteio para Bruna Benites marcar, aos 18, e fechou o placar aos 35, em boa jogada individual, pegando a sobra do próprio cruzamento da esquerda.

     

Fonte: G1

 

Siga nas redes:
Instagram: jornalimprensaregionalregoeste
Site: jimprensaregional.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/pg/jimprensaregional

 

 

  •  

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: