Barueri

Professores da rede participam de oficinas de Matemática e Língua Portuguesa

Visando melhorar a qualidade de ensino no munícipio, a Secretaria de Educação de Barueri iniciou no final do ano passado a criação de grupos de Apoio ao Ensino de Matemática (Gaem) e ao Ensino de Língua Portuguesa (Gaelp). 

Os grupos são compostos por professores da rede destas disciplinas que conhecem a realidade educacional do município, em parceria com universidades que darão suporte ao trabalho realizado. Durante as oficinas, eles buscam discutir com profundidade a prática do ensino atual, além de propor novas abordagens, fazendo o elo entre trabalhos acadêmicos de qualidade e a prática docente.  

De acordo com a coordenadora do Ensino Fundamental, Flávia Moreno, tanto o Grupo de Apoio ao Ensino de Matemática quanto o Grupo de apoio ao Ensino de Língua Portuguesa surgiram como proposta da Secretaria de Educação para realizar um estudo mais detalhado sobre o que os alunos devem saber, considerando a constituição de conhecimentos, habilidades, atitudes e valores (de acordo com as competências descritas na Base Nacional Comum Curricular – BNCC e em consonância com a Base Curricular do Município de Barueri) e, a partir daí, propor sugestões e orientações aos professores sobre novas metodologias com embasamento teórico. 

As oficinas ocorrerão uma vez por mês no CAP (Centro de Aperfeiçoamento dos Professores), onde participarão os profissionais que lecionam Matemática e Língua Portuguesa nos Ensino Fundamental I e II. 

Gaem e o Gaelp, além de oferecerem as oficinas e mediarem as discussões entre os professores, têm por objetivo elaborar material pedagógico e assessorar os docentes e as escolas na aplicação das metodologias sugeridas durante os encontros. “O professor terá um suporte pedagógico especializado sempre que for necessário, além de participar das oficinas que contribuirão para a sua formação contínua”, afirma Isabel Biondi, diretora do Apoio Pedagógico.  

De acordo com o professor responsável pelo Gaem, André Rosaleestá sendo proposta uma mudança de prática de ensino, através da resolução de problemas. Nós, professores, ainda temos a nossa prática ligada a estratégias tradicionais, em que o aluno decora e reproduz os conteúdos matemáticos

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: