Prefeito Rogério Lins vistoria Cemeief Olinda Moreira Lemes da Cunha

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, esteve na Cemeief Olinda Moreira Lemes da Cunha, localizada no Munhoz Júnior, para acompanhar o início dos trabalhos de análise das rachaduras apresentadas em uma parte da estrutura da unidade, que foi interditada pela Defesa Civil.

A prefeitura contratou uma empresa, por meio de processo de licitação: a Era Técnica Engenharia, que já está fazendo um estudo técnico preliminar do local para, posteriormente, dar andamento ao desenvolvimento do projeto de recuperação.

Segundo o arquiteto da empresa, Ricardo Tibiriçá, responsável pela análise, a sondagem e a topografia de precisão já foram feitas. O próximo passo é o Relatório de Sondagem, que apontará as informações necessárias para que o projetista/engenheiro tome as decisões pertinentes para execução da obra. O prazo previsto para sair o laudo é de aproximadamente 30 dias.

A Cemeief Olinda Moreira Lemes da Cunha foi criada em 28/12/1988, mas somente em 13/1/2004 foi municipalizada. Essa e outras unidades integram um amplo programa da prefeitura de reforma, recuperação e ampliação de unidades educacionais, que está em fase final de licitação.

A pedido do prefeito Rogério Lins e da Secretaria de Educação, a direção da escola realizou uma reunião com os pais, na semana antes do carnaval, para informar e tranquiliza-los de que a escola não tem risco estrutural, apenas a parte de extensão da unidade, próximo à sala de informática, apresentou trincas nas paredes, as quais podem ocorrer por vários motivos, entre eles o sistema de acabamento, material, tempo, fundação e outros.

Acompanharam o prefeito Rogério Lins, o secretário de Educação, José Toste, o diretor da Central de Manutenção Norte, Fernando Noda, a diretora da unidade, Vera Cristina Barauna, e a vice-diretora, Rita Valponi, entre outros.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: