Outubro Rosa - Barueri

Pedidos por investimentos em saúde marcam audiência pública do Orçamento em Franca

Promovida pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, a vigésima audiência pública do Orçamento de 2022, aconteceu nesta segunda-feira (27/9), em Franca, e ouviu as solicitações dos cidadãos. Investimentos em saúde, infraestrutura hídrica e a melhor gestão dos recursos foram destaques.

O encontro foi comandado pelo deputado Gilmaci Santos (Republicanos), que preside a Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento da Alesp, também participaram do evento a deputada Delegada Graciela (PL), e o deputado Enio Tatto (PT).

Representando a Santa Casa de Franca, Marcelo Reis, enfatizou a necessidade de aumentarem os repasses aos hospitais da região que estão com deficit financeiro.

“Hoje nosso grupo está entre os 30 maiores hospitais filantrópicos do Brasil, temos o hospital oncológico que mesmo na pandemia não parou de atender, pelo contrário. Além dele, temos nosso hospital do coração que tem tido uma imensa procura. Nosso contrato é de gestão estadual e atendemos 30% acima do previsto em contrato, gerando um deficit mensal. Estou aqui em nome do grupo solicitando apoio”, disse.

Cidadã e assessora parlamentar, Rosa, também destacou a necessidade da realização de aportes financeiros aos hospitais da região, que estão com alta demanda. “Vemos a dificuldade da nossa Santa Casa e hospitais, que prestam grandes serviços a nossa comunidade e atendem muito mais do que eles têm de recursos, pedimos com carinho para melhorar os repasses”, falou. Ela destacou ainda a necessidade de investimentos em meio ambiente.

Outras demandas

O cidadão da região, Rafael Bruxelas cobrou melhor gestão do recurso público no investimento em melhorias para os moradores.

“Gostaria que o problema de Franca fosse o recurso […] falta água na casa das pessoas. As vezes achamos que falta recurso, mas falta eficiência na ponta para garantir dignidade as pessoas”, disse.

A deputada Delegada Graciela também ressaltou a necessidade do enfrentamento da falta de água na região e melhor infraestrutura hídrica. “Estamos tendo racionamento por uma obra que estava parada por burocracia […] acredito que, ano que vem, não estejamos sofrendo com essa situação que assola Franca, que é a falta de água”, disse.

A parlamentar enfatizou o dever de olhar para a saúde dos municípios que compõem a região. “As Santas Casas tem trabalhado há muito tempo em deficit, precisamos de investimentos nos hospitais e a destinação de recursos à realização de cirurgias, que estão represadas”, falou. A deputada completou sua fala pedindo pelo programa Patrulha Maria da Penha na região, linhas de crédito destinadas à agricultura e a investimentos em infraestrutura.

O deputado Enio Tatto, também destacou a importância da boa gestão dos recursos monetários e hídricos para garantir água e dignidade a população. “A Sabesp perde em média 30% em desperdício de água, será que já não dava pra resolver isso? […] Como foi falado aqui, dinheiro não falta, o Estado de São Paulo vai chegar a 260 bilhões de orçamento”, disse.

O parlamentar destacou ainda o esforço dos deputados da Alesp para melhorar a peça orçamentária paulista em alinhamento às demandas das cidades.

“Cada vez me convenço mais que através das audiências públicas, conhecendo cada cidade de são Paulo, as demandas variam muito entre os municípios […] na Assembleia Legislativa faremos tudo para melhorar e diminuir as injustiças do orçamento”, disse.

A cidade de Franca também é conhecida como a “Capital do Calçado”, por ser uma grande produtora de calçados masculinos no Estado de São Paulo e possui cerca de 358.536 habitantes, segundo estimativa do IBGE.

Marcelo Tidy, vereador de Franca destacou a geração de empregos pelo setor calçadista na região e prezou por incentivo à área. “O setor calçadista gera muito emprego, mas com a falta de incentivo nossa cidade está caminhando para o mercado de produtos falsificados, e assim deixa de gerar receita e os funcionários trabalham de forma irregular”, disse.

O deputado Gilmaci Santos destacou a importâncias das audiências públicas para o Orçamento e enfatizou para a necessidade da descentralização da peça orçamentária.

“É uma honra estar nas cidades ouvindo as regiões, a ideia não é somente ouvir, mas brigar pelas melhorias […] é hora de o governo começar a descentralizar o orçamento”, disse.

Vereador da cidade Franca, e vice-presidente da Câmara Municipal, Gilson Pelizaro agradeceu à Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo pela realização das audiências públicas do Orçamento.

“É uma maneira democrática de discutir os recursos, eu quero agradecer à Assembleia e a Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento. É um momento importante e democrático por parte do Legislativo paulista”, afirmou.

No encontro ainda foram solicitados investimentos em educação, segurança pública e para melhorias em iluminação das cidades.

 

ALESP

 

Siga nas redes:
Instagram: jornalimprensaregionalregoeste
Site: jimprensaregional.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/pg/jimprensaregional

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: