Parceria entre Secretarias Municipais promoverá a implementação de ações de geração de renda para o público imigrante

Nesta quinta-feira, 26 de setembro, as Secretarias de Desenvolvimento Econômico e Trabalho e de Direitos Humanos e Cidadania firmaram parceria para a realização de eventos e atividades voltadas ao público imigrante. As secretárias representantes das pastas, Aline Cardoso e Berenice Giannella, respectivamente, anunciaram a portaria que institui o Grupo de Trabalho Municipal de Inclusão Econômica e Produtiva da População Imigrante – GTMigra, que visa promover a inclusão econômica e produtiva da população imigrante da cidade de São Paulo, por meio de políticas públicas de trabalho, emprego, renda e empreendedorismo.

“Estamos extremamente contentes com a atuação em conjunto que as Secretarias terão daqui para a frente. Certamente faremos diversas ações para qualificar, orientar e promover a geração de renda dos imigrantes e refugiados da capital”, declara a secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso. “Celebrando esta data especial, até a próxima sexta-feira, vamos orientar e formalizar gratuitamente o público imigrante da capital que deseja se tornar empreendedor”, complementa.

A Feira de Empreendedorismo Imigrante dá início ao plano de trabalho em conjunto dos dois órgãos municipais. Até essa sexta-feira, 27 de setembro, o público poderá receber orientações de empreendedorismo, se inscrever para cursos e formalizar o seu próprio negócio. Além disso, barracas de artesanato, comidas típicas de países como Bolívia e Venezuela e apresentações culturais estarão presentes no local.

“Esta Feira representa o compromisso em aproximar a população imigrante das iniciativas da Prefeitura. Essa ação faz parte do crescente diálogo entre a Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania e a de Desenvolvimento Econômico e Trabalho. Formalizamos o GTMigra – Grupo de Trabalho intersecretarial  que busca coordenar a implementação da Política Municipal para População Imigrante no tema de geração de emprego e renda.  Esse grupo também conta com a representação do Conselho Municipal de Imigrantes, visto que a participação social é fundamental em qualquer implementação de política”, declara a secretária de Direitos Humanos e Cidadania, Berenice Giannella.

O grupo de trabalho será responsável pelas discussões da implementação de políticas públicas de trabalho, emprego, renda e empreendedorismo para a população imigrante da cidade de São Paulo, fortalecer a interação de diversos órgãos que atuam com a inclusão econômica e produtiva da população imigrante, implementar ações e programas voltados à empregabilidade e empreendedorismo imigrante.

A Feira de Empreendedorismo Imigrante contará com exposição e comercialização de produtos artesanais de participantes do Mãos e Mentes Paulistanas, programa que tem como objetivo a melhoria da atividade econômica e social de artesãos e manualistas, além de estimular a inclusão produtiva, acesso a mercado e o desenvolvimento econômico local.

A equipe técnica do Cate – Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo fará a formalização dos empreendedores imigrantes como MEI – Microempreendedor Individual. Para se formalizar, o interessado deve apresentar CPF, documento de identificação (RG, CNH, RNE – Registro Nacional de Estrangeiros, RNM – Registro Nacional Migratório, protocolo com número permanente ou passaporte), comprovante de endereço e número do recibo da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (dos dois últimos anos).

A equipe técnica da Ade Sampa – Agência São Paulo de Desenvolvimento também estará no local ofertando orientações sobre capacitação para o empreendedor e realizando inscrições para o Fábrica de Negócios – Imigrante. O programa ajuda, em dois módulos de qualificação, as pessoas que querem tirar a ideia do papel e valorizar o seu negócio. A atividade será composta por dois encontros de Ideação, que ajudarão o empreendedor a planejar melhor a sua ideia, e quatro de Validação, que tem como objetivo desenvolver efetivamente o empreendimento.

Os imigrantes que já atuam ou querem atuar com artesanato e manualidades poderão receber orientações sobre como fazer parte do Programa Mãos e Mentes Paulistanas e participar dos futuros eventos promovidos pela Prefeitura de São Paulo. O CRAI – Centro de referência e Atendimento para Imigrante, da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, marca presença no evento oferecendo orientação sobre regularização e acesso a direitos e serviços públicos.

As atrações artísticas e musicais ficam por conta do Kollasuyu Maya, de tradição boliviana; Sarau dos Imigrantes e Salam Al Sayyed, com músicas oriundas da Palestina. O Observatório da Gastronomia também estará presente com a seleção de diversas barracas de comida de rua, celebrando a culinária estrangeira no Brasil.

 

Programação:

26/09

18h às 18h40 – Salam Al Sayyed

 

27/09

13h às 14h – Kollasuyu Maya

16h30 às 17h30 – Salam Al Sayyed + Tambor Derbak

17h45 às 19h – Sarau dos Imigrantes

 

Serviço

Feira de Empreendedorismo Imigrante

Data: 26 e 27 de setembro

Horário: 10h às 19h

Local: Pateo do Collegio

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: