Barueri
Os Ecopontos, além de atender questões de educação ambiental, fazem parte do cumprimento das metas estabelecidas no Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos de Osasco.

Osasco ganhará três Ecopontos

Como parte das comemorações do aniversário de 56 anos de emancipação político-administrativa da cidade, a Prefeitura de Osasco realizou na terça-feira, 20/2, o lançamento das pedras fundamentais de três unidades de Ecopontos da cidade, são eles:

Jardim Mutinga – Avenida Ônix, 783 – Zona Norte

Novo Osasco – Rua Theodoro de Souza Brandão, 1020 – Zona Sul

Jaguaribe – Rua Fernando Miolin Filho, 150 – Zona Sul

Agora os moradores das regiões do Jardim Mutinga, Novo Osasco e Jaguaribe terão locais apropriados para o descarte de materiais inservíveis e de grande porte como móveis, entulhos, galhos de árvores podadas, bem como recicláveis. Os materiais serão depositados gratuitamente em caçambas distintas para cada tipo de resíduo.

Durante o ato oficial de lançamento das pedras fundamentais, o prefeito Rogério Lins enumerou alguns dos ganhos para a cidade com a implantação dos Ecopontos.“Estamos muito felizes com esta iniciativa que resultará em inúmeros benefícios para a nossa cidade e à nossa população. Estamos atuando em diversas frentes com este projeto, tratando de questões ambientais, zeladoria, descarte regular de inservíveis e qualidade de vida”, ressaltou Lins.

Cápsula do Tempo

O evento de lançamento das pedras fundamentais dos três Ecopontos contou com a cerimônia de inserção de toda a documentação do momento presente dentro da Cápsula do Tempo e, na sequência, o descerramento das placas, marcando mais um avanço para Osasco nesses seus 56 anos de emancipação.

Descarte irregular de entulho

A Prefeitura já estuda áreas para ampliar o número de unidades de Ecopontos. A população deve contribuir com a organização da cidade e evitar fazer o descarte irregular de lixos e entulhos em vias públicas. A ação gera inúmeros problemas ambientais para o município, além de favorecer a proliferação de doenças e provocar enchentes.

Todos os dias, equipes da Secretaria de Serviços e Obras fazem a coleta de entulhos despejados em locais irregulares e em pontos viciosos. Só em 2017 foram recolhidas 8.161 toneladas de entulhos.

Além de ser um crime ambiental, previsto em Lei, o descarte irregular prevê multa de R$15 mil e também a apreensão do veículo do infrator. As denúncias podem ser feitas pela Central 156 ou pelo telefone fixo 3651-7080.

Descrição sobre o projeto

Os Ecopontos são equipamentos destinados à entrega voluntária de pequenos volumes de resíduos sólidos, de até 1.00m³ de origem/dia. Estarão preparados para receber resíduos da construção civil e volumosos como móveis, poda de árvore, além de papelão, papéis, metal, plástico e vidros.

Integram o Plano de Política Nacional de Resíduos Sólidos, sob a Lei Federal nº 12.305, de 2 de agosto de 2010, e o Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos de Osasco,  Lei nº 4.763, de 10 de junho de 2016.

Além disso, o projeto propõe ampliar a participação da comunidade local, favorecendo a geração de trabalho e renda, através das cooperativas que trabalham com coleta seletiva, e ainda ações de Educação Ambiental, para garantir um bom desempenho dos serviços, humanização dos espaços, segurança e conforto aos usuários.

Nos locais serão implantados os seguintes tópicos:

 1)      Guarita – Edificação para controle de acesso, administração, copa, banheiro, tanque externo em área coberta.

2)      Área para instalação de contêineres, para coletas seletivas de resíduos secos: papel, papelão, plástico, vidro.

3)      Platô – Rampa de Transbordo de acesso para deposição de resíduos da construção e volumosos em caçambas estacionárias.

4)      Pátio de manobra.

5)      Áreas drenantes e ajardinadas.

6)      Totem informativo

7)      Iluminação Externa, entre outros itens.

Participaram dos lançamentos das pedras fundamentais, os vereadores Batista Comunidade, Daniel Matias, Josias da Juco, Mário Luiz Guide, Pelé da Cândida, Toniolo; os secretários Lau Alencar (Desenvolvimento, Trabalho e Inclusão), Élio Salvini (Meio Ambiente), Cláudio Monteiro (Serviços e Obras), Pedro Sotero (Finanças), inspetor Raimundo (comandante da GCM), Rodrigo Gansinho (coordenador da Juventude), Professor Senna, moradores, entre outros.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: