Operação Noite Tranquila fecha o cerco contra irregularidades em Itapevi

A Prefeitura ainda tem esbarrado na falta de consciência de uma parcela da população e com isso tem encontrado dificuldades para evitar o aumento do número de casos de Covid. Para coibir irregularidades, entre a última sexta-feira (2) e domingo (4), foi realizada mais uma Operação Noite Tranquila.

Apenas na sexta-feira (2) foram atendidas 33 solicitações de festas clandestinas. Uma tabacaria foi multada e lacrada na Chácara Vitápolis. No local haviam 39 pessoas, sendo 11 delas menores de idade, todos encaminhados ao Conselho Tutelar. No domingo (4), uma cena chocante, a GCM e fiscais do Setor de Fiscalização e Posturas encontraram centenas de pessoas na Alameda Vicente Cocozza, no Jardim Sorocabana. Elas estavam em aglomeração, soltando pipa e a grande maioria sem usar máscara, eles foram dispersados pela guarda.

A Operação averiguou 31 estabelecimentos em funcionamento irregular, orientou o fechamento de 15 bares/adegas. Uma tabacaria foi multada e lacrada, um bar e um estabelecimento comercial foram fechados por funcionaram sem alvarás. Ainda teve cinco festas clandestinas interrompidas chácaras, quatro residências tiveram que interromper o som alto, 80 pessoas foram averiguadas envolvendo eventos de aglomeração e perturbação do sossego. Uma motocicleta e um carro foram apreendidos.

Os bairros fiscalizados foram Chácara Vitápolis, Parque Suburbano, Amador Bueno, Jardim Santo Antônio, Monte Serrat, Centro, Alto da Colina, Vila Dr. Cardoso, Jardim Rosemary, Jardim São Carlos e CDHU Vila Gioia.

As ações da Operação Noite Tranquila acontecem em todos os bairros da cidade sem prévio aviso, com a finalidade de flagrar irregularidades. Na Fase Vermelha, elas acontecem de sexta a domingo, a partir das 21h. No entanto, com as medidas ainda mais restritivas anunciadas, as operações têm começado às 14h e vão até a madrugada, por volta das 2h.

A operação é realizada pela ROMU (Ronda Ostensiva Municipal), Canil e ROM (Ronda Ostensiva em Motocicleta) e conta com o apoio das equipes de plantão das corporações envolvidas, da Polícia Militar e do Setor de Fiscalização de Postura do município. Cerca de 25 homens compõem a força-tarefa.

Para denunciar bailes e qualquer tipo de irregularidade em meio à pandemia, a população pode entrar em contato com a GCM (Guarda Civil Municipal) pelos telefones 153 e pelo 190 da Polícia Militar – todos com atendimento 24 horas por dia.

 

Siga nas redes:
Instagram: jornalimprensaregionalregoeste
Site: jimprensaregional.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/pg/jimprensaregional

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: