Nova passarela da CPTM começa a ser construída no Centro de Itapevi

Uma obra aguardada com muita expectativa pela população começa a sair definitivamente do papel e torna-se realidade, com a construção da nova passarela da estação de trem Itapevi da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).
Em janeiro deste ano, as obras de sondagem do terreno e projeto executivo foram iniciadas pela Prefeitura de Itapevi. A passarela conta com piso intertravado e ligará a Estação Itapevi à Avenida Feres Nacif Chaluppe, do lado do calçadão da Praça Carlos de Castro, no Centro.
Neste momento estão sendo colocadas as estacas de fundação da obra. Serão cerca de 40 metros de extensão da via suspensa totalmente coberta e com estrutura metálica, que reunirá escadas fixas e rolante, bem como elevador com acessibilidade para PCD’s (Pessoas com Deficiência). As obras devem ser concluídas e entregues à população em janeiro de 2021.
“A nova passarela garante travessia mais segura ao cidadão. Com isso, afastamos totalmente o problema do itapeviense atravessando na faixa de pedestre no solo para adentrar à estação”, explica o prefeito Igor Soares.
O projeto da construção da nova passarela pertence à Prefeitura e foi aprovado pelo setor de engenharia da CPTM. As obras estão sendo executadas pela administração municipal, que contratou uma empresa para realização dos serviços. As escadas rolantes já foram adquiridas e devido à pandemia da Covid-19, os prazos de entrega foram ampliados e a cidade deve recebê-las em outubro com prazo de montagem de 60 dias.
Segundo o prefeito Igor, a nova passarela é uma luta antiga da população e que será uma realidade em breve. “Com esta obra pretendemos um problema antiga e dar mais conforto e dignidade para os nossos moradores”, enfatiza Igor.
Demolição da antiga passarela
Em 2017, a Prefeitura demoliu a antiga passarela da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) localizada sobre a Avenida Feres Nacif Chaluppe. A intervenção removeu 500 toneladas de entulho. Ao todo, a demolição custou R$ 103.800,00 aos cofres municipais.
De lá para cá, a região foi revitalizada e ganhou benfeitorias com a revitalização da Praça Carlos de Castro, novo calçamento de vias e moderno abrigo de ponto de táxi, além da reforma da região da rotatória da Cohab.
Reconstrução da estação de Ambuitá
Em janeiro, a Prefeitura recebeu a informação de que a estação Ambuitá será reconstruída, com investimento de mais de R$ 20 milhões. A estação já está inclusa no projeto de Concessão da Linha 8 Diamante, que deverá ser publicado ainda neste ano pelo Governo do Estado de São Paulo. A administração tenta a inclusão nesta concessão da estação Cimenrita.

 

Siga nas redes:
Instagram: jornalimprensaregionalregoeste
Site: jimprensaregional.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/pg/jimprensaregional

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: