Barueri

No 2º sábado de maio é lembrado o dia das aves migratórias. Algumas passarão por Cotia a partir desse mês

Todo segundo sábado de maio é lembrado o Dia Mundial das Aves Migratórias e a cidade de Cotia, que abriga a Reserva Florestal Morro Grande em um terço de seu território, é rota de algumas destas aves, como o Juruviara, pássaro que vem de Maryland, divisa entre Canadá e Estados Unidos. A pequena ave, que lembra o nosso Tico-tico, poderá ser vista em Cotia, entre maio e setembro.

As aves migratórias são esperadas em parques que tenham lagos e, nestes locais, costumam fazer os seus ninhos em árvores, como na Guaçatonga, um tipo arbóreo que tem fruto e lagartas que atraem os passarinhos. Outro hóspede ilustre que é esperado em Cotia é o Tisiu. Pássaro de cor preta que virá da Amazônia assim que começar o período de chuvas em São Paulo, lá pelo mês de setembro. Um dos locais preferidos desta ave é o Parque do Ibirapuera.

Moradores atentos de Cotia, São Paulo e da região terão o privilégio de avistar aves como João-Pires, um papa-moscas que vive na Amazônia, Goiás e Tocantins, aves vindas da Venezuela, entre outras.

“É importante que saibamos apreciar, respeitar e preservar este momento de migração das aves. Elas nos dão um espetáculo de beleza e o nosso dever é apenas observar. Espero que os moradores de Cotia tenham a oportunidade de contemplar diversas destas aves hospedadas em nossa cidade, em nossos parques e em nossa mata”, disse Gustavo Gemente, Secretário do Verde e do Meio Ambiente.

O Dia Mundial das Aves Migratórias é lembrado para destacar a necessidade de conservação destas aves e dos seus habitats, além de despertar a conscientização global sobre as ameaças enfrentadas por elas.

 

Siga nas redes:
Instagram: jornalimprensaregionalregoeste
Site: jimprensaregional.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/pg/jimprensaregional

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: