Niterói instala placas com nome Paulo Gustavo em rua de Icaraí

A Prefeitura de Niterói instalou, nesta quarta-feira (19), 46 placas da rua Ator Paulo Gustavo, em Icaraí. Na homenagem ao humorista nascido e criado na cidade, a iniciativa inclui pontos que o ator frequentava. Paulo morreu no último dia 4, vítima de complicações em decorrência da covid-19.

Anteriormente nomeada de Coronel Moreira César, a via é uma das mais importante da zona sul da cidade, localizada na Região Metropolitana do Rio. A mudança foi aprovada, na última quinta (13), pela Câmara dos Vereadores, por meio de uma consulta pública com mais 90% de validação.

“Niterói está homenageando, de várias formas, mais um de seus filhos. É muito justo que a cidade retribua e demonstre admiração pelo trabalho deste artista, que sempre retratou Niterói com carinho”, comentou o prefeito Axel Grael em nota.

Moradores tiram foto da placa

O resultado da consulta pública foi divulgado no dia 8 de maio e teve 34 mil participantes. Além da homenagem, a cidade também fará um circuito cultural pela região e uma estátua em homenagem ao artista no Campo de São Bento.

De acordo com a secretária municipal de Conservação e Serviços Públicos, Dayse Monassa, as placas se dividem em três esquinas, nos pontos: rua Presidente Backer, pela padaria que o ator frequentava, e nas ruas Lopes Trovão e Otávio Carneiro, que levam até o Campo de São Bento.

Sobre Paulo Gustavo

Depois de ficar 52 dias internado em um hospital particular na zona sul do Rio, Paulo Gustavo morreu no dia 4 de maio com a covid-19. O humorista usava a cidade natal como cenário dos filmes Minha Mãe É Uma Peça. 

Um mês antes do falecimento, no dia 9 de abril, Paulo Gustavo passou por uma microcirugia depois de apresentar complicações pulmonares. Após o procedimento, o quadro do ator chegou a ficar estável. Em pouco mais de duas semanas, em 26 de abril, ele foi diagnosticado com uma nova pneumonia bacteriana.

Em 2 de maio, o estado de saúde de Paulo se agravou com a presença de embolia pulmonar e a equipe médica considerou o quadro irreversível.

Minha Mãe É Uma Peça

Lançado em 2013, o primeiro longa-metragem foi sucesso nacional e teve duas continuações, em 2016 e 2019. O último filme alcançou a marca de maior bilheteria da história do cinema no Brasil. A personagem Dona Hermínia era inspirada na mãe de Paulo, Dona Déia.

 

Fonte: R7

 

Siga nas redes:
Instagram: jornalimprensaregionalregoeste
Site: jimprensaregional.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/pg/jimprensaregional

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: