Mais de 200 pessoas participaram da primeira série de palestras sobre cuidados paliativos no HMB

Entre maio e julho, o Hospital Municipal de Barueri Dr. Francisco Moran (HMB), unidade da Prefeitura de Barueri gerenciada em parceria com a SPDM – Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, promoveu a série de palestras “Encontros do Bem Cuidar: Cuidados Paliativos”, a fim de ampliar o conhecimento sobre este tipo de tratamento para familiares, colaboradores e funcionários das unidades de saúde da região. Em virtude do sucesso de procura e da presença de muitos participantes, o projeto, que inicialmente seria realizado por dois meses, foi ampliado também para julho.

Durante todo o período, com cerca de 30 pessoas por dia, foram abordados os seguintes assuntos: comunicação de más notícias, quando indicar cuidados paliativos, morte e luto, manejo da dor, cuidados paliativos pediátricos, assistência social e espiritualidade.

Só na quarta-feira (31/07), mais de 45 pessoas participaram do encerramento com o tema “Espiritualidade e Cuidados Paliativos”, explorado por Vânia Zito, coordenadora do setor de paliativismo do HMB. “A espiritualidade, como busca do transcendental, independente de religião, pode ser vista como um componente para o bem-estar mental e físico também, com busca de hábitos mais saudáveis, necessidades espirituais supridas, melhor forma de lidar com a doença e o próprio enfrentamento das circunstâncias”, explica a médica, que destaca a importância do cuidado emocional, já que “os sentimentos influenciam diretamente no funcionamento do corpo e abalam a alma”.

Para finalizar esta primeira série, a equipe convidou duas familiares para falar sobre o atendimento oferecido pelo hospital de formas atípicas e especiais: permitir a visita de um animal e organizar uma cerimônia. Patrícia Santana Santos, filha da paciente Terezinha Celestino Santana Silva, lembrou emocionada do dia em que o cachorrinho João pôde visitar sua mãe no leito, após realização de todos os processos de higienização necessários. Até a equipe assistencial ficou impressionada com a reação de saudade demonstrada pelo cão ao chegar perto de Terezinha. “Meu maior sentimento é de gratidão por todos do hospital. Por isso que na época de internação, eu quis presentear os funcionários com um vasinho de planta. Porque flor é vida! E minha mãe amava flores. E agora, sei que ainda tem um pedacinho dela em vários lugares”, comentou Patrícia, que recebeu fotos das plantas viçosas depois de vários meses.

Além de receber a visita inusitada, o HMB também foi palco para o casamento da paciente Sinária Xavier. “Em menos de um dia, nós conseguimos realizar o sonho de uma pessoa. Eu falei com o padre de manhã e em poucas horas já providenciaram bolo, festa e até decoração. Em situações como essas, é possível perceber que mesmo em meio à dor, a gente pode fazer alguém sorrir”, comenta a sogra Maria Aparecida da Silva, que agradece a equipe por se mobilizar para transformar um dia de sofrimento em amor.

O paliativismo é oferecer, dentro das possibilidades e das condições, qualidade de vida em todas as áreas: físicas, emocionais e sociais. “Os cuidados paliativos proporcionam um processo de finitude digno e confortável para o paciente e para os familiares. E o nosso trabalho é baseado na frase do médico Paracelso – o melhor remédio para homem é o homem. E a melhor cura é o amor”, conclui Zito, que explica o significado de paliar como proteger. E justamente como forma de amparo, a equipe multidisciplinar acolhe cada caso de forma individual e humanizada.

Saiba mais sobre Cuidados Paliativos no HMB:

Desde maio de 2018, o hospital possui uma equipe multidisciplinar, composta por médicos, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais e capelães hospitalares, para tratar de pacientes com sintomas de doenças graves que ameaçam a continuidade da vida e para pacientes acometidos por patologias em estágio terminal. Inicialmente, os cuidados paliativos foram oferecidos em forma de consultoria para abordar o melhor manejo da dor e acolher os familiares. Para ampliar o atendimento, a fim de promover atendimento humanizado e de qualidade, em abril deste ano, o HMB disponibilizou leitos exclusivos para este tipo de tratamento. E para disseminar o entendimento sobre os critérios e as aplicações do paliativismo, foi desenvolvida a série “Encontros do Bem Cuidar: Cuidados Paliativos”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: