Barueri

FIEB promove I Jornada Pedagógica e anuncia criação de Núcleo de Educação Corporativa

Cerca de 500 colaboradores da Fieb (Fundação Instituto de Educação de Barueri) acompanharam os dois ciclos de palestras da I Jornada Pedagógica da Fundação. O evento, transmitido ao vivo pelo Microsoft Teams, contou com a participação de grandes nomes do cenário educacional que deram uma verdadeira aula de conhecimento e inovação.

Logo na abertura, o Superintendente da Fieb, Luiz Antonio Ribeiro, recepcionou os participantes com o anúncio de uma grande conquista para a Fundação: a criação do NEC – Núcleo de Educação Corporativa. Sob o objetivo de fortalecer a cultura organizacional e apoiar a formação continuada de todo o quadro de colaboradores, através do NEC a FIEB realizará uma série de ações institucionais que contribuirão com o desenvolvimento de seus profissionais, e a I Jornada Pedagógica foi a primeira delas.

Palestras do dia 26

O ciclo de palestras iniciou com a experiência, o carisma e o vasto conhecimento de Cláudia Costin, diretora do Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais da FGV, sob o tema “A profissão docente e a garantia do direito de aprender do aluno”. Além de apresentar os novos objetivos globais da educação para 2030, Cláudia abordou as inovações da Revolução 4.0 e as tendências em educação no mundo depois da crise do novo coronavírus.

Em seguida, Leandro Michelon, médico psiquiatra e responsável pela Assessoria de Qualidade de Vida e Saúde da Fieb, levantou um debate acerca da “Saúde mental do docente na pandemia”, com estatísticas sobre os riscos e impactos negativos na vida dos profissionais de educação durante o período de crise da Covid-19. Ao término da palestra, Leandro mostrou o que a Fundação está fazendo para promover o bem-estar de seus docentes.

Depois do intervalo, foi a vez do professor e matemático Douglas Dantas apresentar a importância do PPP (Projeto Político Pedagógico) e as mudanças curriculares necessárias para uma construção mais colaborativa e democrática da escola junto à sua comunidade. Em sua palestra, o professor também abordou questões como protagonismo juvenil e as competências do educador neste novo modelo de ensino.

A palestra sobre “Comunicação como ferramenta poderosa de ensino na era digital” ficou por conta do especialista em comunicação e oratória Edgar Caetano. Através de exemplos práticos do dia a dia, Edgar provocou reflexões sobre o poder da comunicação no âmbito educacional, assim como técnicas e ferramentas práticas que podem melhorar o desempenho dos docentes dentro e fora da sala de aula.

Para encerrar o primeiro ciclo de palestras do evento, a especialista em tecnologia educacional Fabiane Gontijo apresentou as mudanças no cenário escolar dos últimos anos e o impacto das novas tecnologias em relação ao engajamento, experiência e aprendizado da nova geração. Para fechar com chave de ouro, Fabiane introduziu a importância da gamificação como prática pedagógica para uma educação mais significativa e eficaz.

Palestras do dia 27

Abrindo as palestras do último dia do evento, a Fundação deu as boas-vindas à Guiomar Namo Mello, doutora em Educação, História, Política e Sociedade. Abordando o tema “O novo ensino médio”, Guiomar percorreu os caminhos do conhecimento ao longo dos anos e a necessidade de novas aprendizagens para viver na nova realidade do trabalho e da vida social.

O tema “Interdisciplinaridade e Transdisciplinaridade” foi debatido pela professora e doutora em Educação, Maria Elba Soares, que levantou a diferença entre os dois programas e a mudança de paradigmas nos modelos atuais de ensino. Por fim, Maria Elba fez reconhecer o quanto esta dimensão complexa e ampla é inevitável, dada a uma aprendizagem significativa. ​

Depois do intervalo, foi a vez do “Futurismo” de Beia Carvalho, palestrante TEDx. Com seu bom humor e irreverência, Beia abordou a importância de sair do passado tendo em vista a velocidade absurda de transformação humana e a inteligência coletiva. Por fim, a futurista exaltou o momento de acolher a diversidade e desenvolver o senso crítico nas crianças para, assim, dar espaço a ideias e novos caminhos que engrandeçam a raça humana.

A psicopedagoga Cássia Castro trouxe uma breve reflexão sobre “Metodologias ativas da aprendizagem” e o modo como as inovações são moldadas pelo tempo e espaço em que vivemos. Passando pelas competências gerais da BNCC (Base Nacional Comum Curricular), Cássia finalizou a palestra com diversas sugestões metodológicas na teoria e na prática dentro de sala de aula.

Para encerrar a I Jornada Pedagógica, o Especialista em Metodologias Ativas, Helio Vieira, apresentou o “Ensino híbrido e as novas possibilidades em sala de aula”, mostrando um panorama sobre a experiência com aulas remotas antes da pandemia, o impacto da tecnologia na educação e o papel do professor na gestão e regulação de novas aprendizagens.

Um evento para inovar, avançar e transformar

Encerrando o evento com chave de ouro, o Superintendente da Fieb anunciou a aquisição de notebooks para todos os professores das nove unidades da Fundação.

O uso de novas tecnologias como ferramentas para a educação sempre foi prioridade para a Fieb. Com a pandemia, esses equipamentos tornaram-se ainda mais importantes no dia a dia, tanto para o ensino como também para outras atividades, como: planejamento, organização didática, participação em atividades de formação e atividades com os estudantes por meio das plataformas disponibilizadas pela Fundação.

 

Siga nas redes:
Instagram: jornalimprensaregionalregoeste
Site: jimprensaregional.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/pg/jimprensaregional

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: