Barueri

Evento no Cetas Barueri conscientiza sobre o combate à posse ilegal e ao tráfico de animais silvestres

O Centro de Triagem de Animais Silvestres de Barueri (Cetas) realizou na tarde desta sexta-feira, dia 3, o evento simbólico “Quebra de Gaiolas”. Na ocasião, a destruição de cerca de 60 gaiolas teve o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a importância do combate à posse ilegal de animais silvestres, oriunda do tráfico, atividade que cresce a cada ano e que movimenta muito dinheiro ilegalmente.

A bióloga do Cetas, Erika Sayuri, explica que “o evento é importante para conscientizar as pessoas de que o lugar do animal silvestre é na natureza. Segundo o Renctas (Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres), se estima que cerca de 38 milhões de animais sejam retirados da natureza todo ano no Brasil. Corresponde ao terceiro maior volume de tráfico, perdendo em valores somente para o de drogas e armas”, ressalta.

Para o secretário de Recursos Naturais e Meio Ambiente de Barueri, Marco Antônio de Oliveira (Bidu), a Quebra de Gaiolas é importante para lembrar as pessoas de que a retirada desses animais de seus habitats pode gerar graves consequências ambientais.

“A quebra é com o rolo compressor por cima das gaiolas que foram apreendidas com passarinhos provenientes de tráfico. É uma maneira da gente combater o tráfico e preservar a natureza, não só de Barueri, mas do Brasil inteiro, porque a maioria dos pássaros vítimas de tráfico vêm de alguns Estados, tanto da região central quanto da região Nordeste, que acaba impactando um mercado interno, milionário. Barueri é preocupada com o meio ambiente, não só nesta, que é a Semana do Meio Ambiente, mas o ano inteiro”, salienta.

Cetas

O Cetas atua no recebimento, reabilitação e repatriação (destinação) desses animais recuperados. As espécies que não apresentam condições de retorno à natureza são levadas a locais especializados, como santuários ou zoológicos.

No final de agosto, a unidade de Barueri comemora dez anos de existência. Até 2021, foram recebidos cerca de 11 mil animais. O Cetas tem capacidade de recebimento de 3 mil animais por ano. Com sua ampliação estrutural, já em curso, mais animais poderão ser salvos.

 

 

Siga nas redes:
Instagram: jornalimprensaregionalregoeste
Site: jimprensaregional.com.br
Facebook:
https://www.facebook.com/pg/jimprensaregional

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: