Esporotricose: saiba como se defender dessa zoonose

Também conhecida como “doença dos jardineiros”, a esporotricose é uma micose causada pelo fungo do gênero Sporothrix, muito encontrado em troncos de árvores e em jardins. Essa zoonose pode afetar vários animais, principalmente os gatos.

Em razão de esse fungo permanecer nas unhas dos animais, a transmissão entre animais de outras espécies para os seres humanos se dá através de arranhões e também de mordidas. Os sintomas iniciais nos animais são caroços e ferimentos que não cicatrizam.

Os tutores desses animais tendem a julgar que os ferimentos são passageiros e demoram a procurar tratamento, que é feito à base de antifúngicos, de antibióticos e também de pomadas. Nos seres humanos, surgem caroços nos membros inferiores e superiores. Em casos mais graves pode haver pneumonia e meningite.

Casos em Barueri

De 2019 a maio deste ano, foram detectados 80 felinos com esporotricose no município. A maior parte dos animais era do bairro Engenho Novo, mas surgiram novos focos no Parque dos Camargos.

O que fazer?

Os gatos geralmente adquirem a doença em brigas com outros da espécie na disputa por território ou no período de reprodução das fêmeas. Castre o seu animal e providencie barreiras no imóvel para impedi-lo de sair à rua.

Pessoas com sintomas da doença ou que tiveram contato com animais infectados devem procurar o médico o mais rápido possível.

Diagnóstico da doença

O Departamento Técnico de Controle de Zoonoses (DTCZ) realiza o diagnóstico gratuito da esporotricose. Caso o seu animal apresente sintomas, agende uma consulta pelo telefone 4198-5679.

 

Siga nas redes:
Instagram: jornalimprensaregionalregoeste
Site: jimprensaregional.com.br
Facebook:
https://www.facebook.com/pg/jimprensaregional

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: