Em encontros on-line, intérpretes de Libras fazem produtivas ações com alunos surdos em Barueri

Por intermédio do Departamento de Educação Especializada (AEE), a Secretaria de Educação atende com equipe altamente preparada os alunos com as mais diversas deficiências e idades.

Por conta da quarentena ocasionada pelo coronavírus, as aulas on-line seguem acontecendo para todos. Os estudantes surdos, por exemplo, estão participando de encontros, que além da aprendizagem, pretendem também cuidar do aspecto emocional.

Desde o início do isolamento social, as intérpretes de Libras Cleusa Araújo e Kelly Canuto, juntamente com a equipe da Emef Raposo Tavares, realizam ações de atendimento aos alunos surdos da unidade escolar. As atividades também contam com apoio profissional da psicóloga Kátia Yamamoto Akamine no planejamento das ações semanais e com discussões dos casos que demandam atenção especializada

Em toda a rede de ensino de Barueri, são atendidos cerca de 70 alunos surdos que variam entre surdez leve, moderada e profunda.

As reuniões on-line têm como objetivo dar voz aos alunos surdos para que expressem suas angústias e medos durante esse período, uma vez que muitos deles não estabelecem comunicação com seus familiares por meio da Língua de Sinais. Desta forma, as crianças surdas vivem um isolamento intensificado, devido à falta de acessibilidade principalmente neste momento que estão expostas a notícias e imagens na TV e nas mídias sociais referentes às tragédias da Covid-19.

‘Realizamos encontros semanais com cada uma das turmas. Eles transmitem o que estão sentindo e, a partir daquilo que trazem, conversamos com cada um para que se acalmem. Também elaboramos atividades de acordo com essas conversas para discutirmos nos próximos encontros”, comentou a intérprete Cleusa Araújo.

 

Siga nas redes:
Instagram: jornalimprensaregionalregoeste
Site: jimprensaregional.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/pg/jimprensaregional

 

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: