Cotia ganha projeto de coleta e reciclagem de bitucas de cigarro

A cidade de Cotia acaba de ganhar um projeto de coleta e reciclagem de bitucas de cigarro. A iniciativa faz parte de um programa firmado entre a Prefeitura, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Agropecuária, e a empresa Poiato Recicla (a inciativa contou com intermediação do Transition Granja Viana e do Site da Granja). Com isso, a cidade ganhará pontos para descarte de bitucas de cigarro. O material será recolhido pela Poiato Recicla e transformado em papel, que será fornecido para a municipalidade. Estão previstas a instalação de 30 pontos de coleta de bitucas de cigarro em pontos estratégicos da cidade.

As instalações já começaram e entre os principais pontos dos coletores estão: Paço Municipal, Centro Integrado Tributário, Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Atalaia, Terminal Metropolitano, Terminal de Caucaia do Alto, Câmara Municipal, Hospital Regional de Cotia.

De acordo com o secretário Gustavo Gemente a coleta e reciclagem de bitucas de cigarro tem um grande viés ambiental, mas também trará reflexos na conscientização dos moradores e, por consequência, na saúde pública. “Sabe-se que uma bituca de cigarro contém cerca de nove mil toxinas, demora até 15 anos para se decompor e o cigarro é um dos principais causadores do câncer. Ao lado da coleta, vamos fazer campanhas antitabagistas e ações de conscientização sobre os impactos ambientais”, destacou o secretário.

O projeto de reciclagem de bitucas foi criado há seis anos, pelo empresário Marcos Poiato, e a estação de reciclagem, localizada na cidade de Votorantim, já reciclou mais de 30 milhões de bitucas. Com tecnologia desenvolvida pela Universidade de Brasília (UnB), as bitucas são trituradas, submetidas à depuração dos componentes tóxicos e transformadas em massa celulósica (papel reciclado).

 

Siga nas redes:
Instagram: jornalimprensaregionalregoeste
Site: jimprensaregional.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/pg/jimprensaregional

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: