CAPS Ciranda realiza palestra sobre prevenção ao suicídio em Itapevi

O Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil Ciranda realiza na próxima sexta-feira (27) palestra sobre prevenção ao suicídio, com o psicólogo Bruno Tarpani.
A Prefeitura de Itapevi realiza o Setembro Amarelo “Mês de Valorização à Vida” e promove esse encontro gratuito e aberto ao público em geral. O início está marcado para às 13h e acontece até as 16h30, na Câmara de Vereadores (Rua Arnaldo Sérgio Cordeiro das Neves, 80, Vila Nova Itapevi).
Após a palestra, também será apresentado o documentário “Ouvidores de Vozes” – produzido pelo próprio Tarpani – e, na sequência, estão previstos debate e roda de conversa sobre o tema.
Além desta ação promovida pelo CAPS Ciranda, outras atividades estão sendo realizadas em Itapevi por meio da campanha municipal de valorização à vida.
No dia 30 (segunda-feira), às 15h, a roda de conversa acontece na Secretaria de Cultura (Av. Luiz Manfrinato, 194 Centro), com a psicóloga Ana Carolina Fonseca, da ONG Emoção e Vida.
No dia 05, a secretaria de Cultura e Juventude realizou palestra com Douglas Camargo, idealizador do projeto “Inspire Alguém Hoje”, voltado para o público jovem, que trata de assuntos como depressão, automutilação, bullying, pensamentos suicidas e drogas.
Também fazem parte da campanha exposição Setembro Amarelo, da fotógrafa Pâmela Donato, que pode ser vista nos shoppings da cidade. O ensaio sobre o tema foi realizado com os alunos da Escola Livre de Teatro e Circo.
Tratamento
A tentativa de suicídio ou pensamentos suicidas são considerados transtornos graves que necessitam de tratamento médico especializado.
A população de Itapevi conta com o atendimento permanente de três centros de atenção psicossocial (Caps), que tratam dos transtornos mentais severos e permanentes.
Em casos de tentativa efetivas de suicídio o paciente deve ser atendido imediatamente no pronto-socorro central, para receber tratamento emergencial clínico e psiquiátrico e, posteriormente, ser encaminhado aos Caps.
Para situações em que a pessoa esteja planejando ou constantemente pensando em suicídio o acolhimento deve ser feito pelos Caps, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.
Pessoas com menos de 18 anos devem ser acolhidas pelo Caps Infantojuvenil Ciranda (Ladeira Hugo Michelotti, 5, Centro).
Adultos com transtornos mentais aliados ao uso de álcool e drogas devem ser acolhidos pelo Caps AD Reconstruir (r. Arnaldo Sérgio Cordeiro das Neves, 235, Jd. Portela).
Jovens e adultos, que estejam passando por transtornos mentais, mas não fazem uso de álcool e droga, devem procurar atendimento no Caps Espaço Conviver (R. Eduarda Rios Trevisan, 105, Jd. Portela).
Crédito : Pamela Donato – PMI
Legenda: Imagem da exposição Setembro Amarelo da fotógrafa Pamela Donato

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: