Capital de SP começa a vacinar pessoas com deficiência permanente sem BPC

Pessoas com deficiência permanente, com idade entre 18 e 59 anos, que não recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) começaram a ser vacinadas contra a covid-19 nesta quinta-feira (10).

Ao todo, serão 276.510 pessoas com deficiência vacinadas nos próximos dias na cidade de São Paulo. A expectativa é que o grupo que engloba pessoas com deficiência física, visual, intelectual ou auditiva permanente, seja imunizado nos próximos três dias.

“Hoje foi o dia da dose do respeito. Primeiro a Prefeitura de São Paulo vacinou as pessoas com deficiência que vivem nas casas inclusivas, posteriormente as pessoas com síndrome down e beneficiários do BPC. Agora chegou o tão sonhado dia, onde todas as pessoas com deficiência poderão ser vacinadas”, falou a secretária municipal da Pessoa com Deficiência, Silvia Grecco, que acompanhou o início da vacinação no Mega Posto do Jardim Ângela, na Zona Sul.

O secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, e o secretário adjunto da Pessoa com Deficiência, Vinicius Schaefer, também estiveram presentes.

A primeira pessoa com deficiência vacinada no local foi Cledson Ferreira da Silva. O jovem de 21 anos possui paralisia cerebral. Acompanhado de sua mãe, ele disse o que vai fazer quando a pandemia acabar e todos estiverem vacinados. “Quero ir para o estádio ver meu time jogar”.

Para as pessoas com deficiência se imunizarem basta comparecer aos locais de vacinação com um documento de identificação (de preferência CPF), comprovação da deficiência (laudo médico indicando a deficiência ou cartão de gratuidade no transporte público indicando a deficiência), documentos comprobatórios de atendimento em centros de reabilitação ou unidades especializadas no atendimento de pessoas com deficiência (também será aceito documento oficial de identidade com a indicação da deficiência).

É importante ressaltar que, caso a pessoa com deficiência não tenha um documento comprobatório será possível a vacinação a partir da autodeclaração do indivíduo, que nesta ocasião será informado quanto ao crime de falsidade ideológica. A medida visa eliminar qualquer possibilidade de fraude.

Também é necessário apresentar o comprovante de endereço do município de São Paulo.

 

Siga nas redes:
Instagram: jornalimprensaregionalregoeste
Site: jimprensaregional.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/pg/jimprensaregional

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: