Câmara de Osasco realiza Audiência Pública sobre revisão do Plano Diretor e de Políticas de Educação

Os vereadores Tinha Di Ferreira (PTB) e Dra. Régia (PDT), integrantes da Frente Parlamentar de Revisão do Plano Diretor do munícipio de Osasco, promoveram debate sobre a revisão do Plano Diretor na questão de Políticas de Educação. Além dos vereadores, o evento contou com a participação da Supervisora de Ensino, Simone Aparecida Aranega de Freitas Lins, representando a Secretaria de Educação do município, do secretário de Planejamento e Gestão, Bruno Mancini e de representantes da população osasquense.

Durante a audiência, foi explicado aos participantes que os principais objetivos do Plano Diretor de Osasco na área de Educação são a universalização do ensino, o fortalecimento da qualidade das escolas, o ensino profissionalizante e as políticas alternativas de Educação, como o uso de equipamentos municipais aos fins de semana para atividades culturais e profissionalizantes.

O secretário de Planejamento e Gestão, Bruno Mancini, destacou que um dos principais obstáculos a serem superados nessa área é a expansão de equipamentos para atender à demanda de vagas, sobretudo na educação infantil. “Desde 2017, já foram criadas 2.170 novas vagas e nosso governo continua trabalhando para atender a grande demanda”, afirmou o secretário.

Bruno Mancini indicou, ainda, que o governo trabalha para diminuir a segregação territorial, permitindo que as diferenças socioeconômicas sejam superadas e refletidas em avaliações como o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) e ainda na qualificação das pessoas.

O secretário finalizou sua apresentação destacando a importância da participação da população de Osasco no planejamento dessas ações. “Muitas pessoas não conseguem participar das audiências públicas, mas existem outros canais de interação com o governo osasquense, como a plataforma Participa Osasco (http://www.participa.osasco.sp.gov.br/) e o Visão 360 (http://visao360.osasco.sp.gov.br/)”, concluiu Mancini.

Críticas

A vereadora Dra. Régia fez duras críticas ao Programa Mundo da Criança, especialmente sobre as ações de centralização de vagas nas unidades Fito zona Norte e Fito zona Sul. “A Fito não tem experiência com crianças pequenas. Essas unidades ficam distantes dos bairros com maior carência de vagas e não há transporte para crianças nessa faixa etária, apenas para as do ensino fundamental. Escola tem a ver com comunidade, tem a ver com família, não pode centralizar”, criticou a vereadora.

Balanço positivo

Presidindo o evento, o vereador Tinha Di Ferreira lamentou a ausência do secretário de Educação, José Toste Borges, mas fez um balanço positivo sobre a audiência. “O secretário de Planejamento e Gestão fez o papel dele de trazer e mostrar as propostas do governo.  Só lamento que não tivemos a presença do secretário de Educação e de toda sua equipe técnica para mostrar as ações planejadas na área de educação para os próximos 10 anos. Acredito que o debate hoje aqui realizado foi bastante positivo”, avaliou Di Ferreira.

Rede Municipal

A Rede Municipal de Ensino de Osasco conta atualmente com 36 creches para crianças de 0 a 3 anos, 9 Emeis (Escolas Municipais de Educação Infantil) para alunos de 4 e 5 anos, 40 Cemeis (Centros Municipais de Ensino Infantil e atendimento de creches) para crianças de 4 e 5 anos, 32 Emefs (Escolas Municipais de Ensino Fundamental I) para estudantes de 6 a 10 anos, 16 Emeiefs (Escolas de Ensino Infantil e Fundamental I para alunos de 6 a 10 anos e 8 Cemeiefs (que possuem atendimento de creches junto ao das Emeiefs), totalizando 141 unidades de ensino na cidade.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: