Câmara de Osasco é a segunda mais barata da região

O Poder Legislativo de Osasco é o segundo mais barato da região oeste da Grande São Paulo, de acordo com o Mapa das Câmaras, um levantamento realizado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Segundo o estudo, os gastos da Câmara de Osasco somaram R$ 49 milhões em 2018, um custo anual de R$ 70,75 para cada residente do município. O legislativo mais barato da região é o de Carapicuíba (cerca de R$ 30 por habitante) e o mais caro é Barueri (R$ 184 por habitante).

O gasto per capita da Câmara de Osasco também está abaixo da média estadual, que é de R$ 81,76 por habitante.

A pesquisa do TCE compilou informações de 644 casas legislativas de todo o Estado de São Paulo. Entre as instituições avaliadas, a mais barata é a Câmara de Orlândia, que custou R$ 23,19 para cada morador da cidade.

ECONOMIA
O Presidente da Câmara, Ribamar Silva (PRP), acredita que o levantamento do Tribunal de Contas mostra que o Legislativo de Osasco está empenhado em promover e economia e a eficiência na gestão pública.

Ele cita como exemplo desse esforço a decisão da Mesa Diretora – que contou com o apoio de todos os vereadores da casa – de não renovar o aluguel dos veículos que eram utilizados pelos parlamentares. “O contrato dos carros venceu, mas nós, em comum acordo, decidimos não fazer uma nova licitação”, explica Ribamar.

Com o fim do contrato, a Câmara também deixou de gastar com a compra de combustível para abastecer os automóveis.

Para o Presidente, buscar a eficiência significa utilizar recursos públicos com responsabilidade e inteligência. “Economizar não é sucatear. Temos que cortar todo o gasto que não for necessário, mas ao mesmo tempo investir em medidas que tornem a Câmara mais produtiva para a sociedade”, afirmou.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: