Barueri

Cachorro-quente de quase 1kg e 14 ingredientes viraliza nas redes sociais e atrai clientes em Osasco, ‘capital do hot dog’

Barracas de hot dog estão espalhadas por todos os centros urbanos, e é fácil encontrar alguma bem perto de casa. Mas há quem atravesse 90 km só para pegar uma longa fila na calçada da Avenida Maria Campos, no Centro de Osasco, na Grande São Paulo, e experimentar o hot dog de 1 kg.

Depois de viralizar em redes sociais, o carrinho da Geovana passou a receber clientes de diversas regiões do estado, que vão até lá apenas para saborear o cachorro-quente feito com 14 ingredientes bem distribuídos em 21 centímetros. Um hot dog de tamanho normal tem entre 12 cm e 15 cm.

“Esse é o dogão de Osasco, o Turbo não aguenta nem segurar”, afirma Sueli Barroso Soares, de 43 anos, dona da barraca da Geovana.

O Dog Turbo é feito com:

  • Pão de banha
  • Três salsichas
  • Salada de vinagrete
  • Salada de repolho
  • Milho
  • Batata palha
  • Purê de batata para “rebocar” o dogão
  • Maionese
  • Requeijão
  • Cheddar
  • Ketchup
  • Mostarda
  • Queijo ralado
  • Bacon

Detalhes do Dog Turbo, o cachorro-quente conhecido como sendo o maior de Osasco — Foto: Arte/g1

Por dia, durante a semana, eles vendem entre 300 e 400 cachorros-quentes; no fim de semana, a média fica em torno de 800. Segundo a proprietária, o mais vendido é o Dog Turbo, o lanche no prato de 21 cm, seguido pela baguete de 19 cm.

Os preços dos sanduíches variam entre R$ 12, o mais simples, e R$ 21, o Dog Turbo.

Cardápio Dog da Geovana. — Foto: Fábio Tito/ g1

O Dog Turbo foi ideia de uma senhora que trabalhava ao lado de Sueli. “No início fazíamos apenas o hot dog simples. Há mais ou menos uns 10 anos, uma senhora que trabalhava comigo tinha montado um dog para um morador de rua, só que acabou caindo no chão, nisso ela teve a ideia de montar no prato. A gente continuou seguindo a ideia, mas, infelizmente, ela faleceu e eu continuei com a Dog Turbo, mas fui incrementando”.

A barraca foi montada em maio de 2002 e continua no mesmo ponto até hoje.

Após muitos anos de funcionamento, Sueli atribui o sucesso recente às redes sociais. “Depois de 20 anos, agora o sucesso chegou, muita gente vem falando que viu no TikTok, no Instagram. Muitas pessoas do interior de São Paulo… Teve uma madrugada que chegou uma família de Sorocaba, só para provar o dogão”, conta.

“Até meia-noite muitas famílias acabam vindo. Agora, durante a madrugada, a maioria dos frequentadores é a galera que vem da ‘noitada’. Nas madrugadas de sexta e sábado não conseguimos parar para descansar por conta da quantidade de pessoas”, diz Gênesis Rodrigues de Lima, esposo de Sueli.

O chefe de cozinha Everton de Melo Camargo e a esposa Aline Galdino Serra moram no Campo Limpo, na Zona Sul de capital, a cerca de 31 km de Osasco, e também conheceram o dogão pelas redes sociais.

“A gente está marcando de vir faz muito tempo, sempre vemos vídeos nas redes sociais e hoje surgiu a oportunidade e estamos aqui. Nós gostamos muito de comida de rua, principalmente hot dog, então precisávamos provar esse”, afirma Everton.

Aline optou pelo hot dog simples, o menor lanche da casa. E Everton escolheu o dele na baguete de 19 cm.

g1 foi até o local para experimentar o famoso cachorro-quente e só conseguiu finalizar o prato em 3 pessoas.

A Aline optou pelo hot dog simples, o menor lanche da casa.  — Foto: Fábio Tito/ g1

A biomédica Amanda Tiseu também parou na barraca pela primeira vez para provar o dogão da Geovana nesta semana. “Osasco tem a fama que os cachorros-quentes são bons e bem servidos, eu e meu esposo ouvimos em algum lugar sobre o dogão da Geovana, hoje resolvemos parar aqui para provar.”

Amanda optou pelo hot dog na baguete de 19 cm.  — Foto: Fábio Tito/ g1

Geovana que não é Geovana

Apesar de responder pelo nome Geovana, a dona do carrinho é, na verdade, Sueli. Ela conta que apelidou o local como Dog da Geovana em homenagem à filha.

Sueli e o marido vieram de Mato Grosso para São Paulo em janeiro de 2002, com a filha pequena, a Geovana.

Fonte: G1

 

Siga nas redes:
Instagram: jornalimprensaregionalregoeste
Site: jimprensaregional.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/pg/jimprensaregional

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: