Barueri

Brinquedoteca do PS Imperial muda perspectiva da criançada

No Pronto-Socorro José Agostinho dos Santos, do Parque Imperial, é difícil ver uma criança com medo de passar pelo médicoAo contrário, elas até pedem para voltar. Essa diferença de perspectiva começou em dezembro de 2017, quando a Comissão de Humanização criou uma brinquedoteca na ala de espera da pediatria. 

Colorido, estimulante e aconchegante, o espaço é cercado e todo preenchido por um tatame que protege as crianças de quedas e traz bastante conforto. Há também cadeiras de plástico tubular apropriadas ao público mirim. Por questões de segurança não foram colocados brinquedos, mas há papel e giz de cera à vontade para os pequeninos soltarem a criatividade. Além disso, há também uma televisão transmitindo filmes infantis e em breve chegarão livros. 

Além da brinquedista, que toma conta e entretém a criançada com atividades lúdicas, o PS conta com segurança e porteiro 24 horas. O serviço tem feito toda a diferença, tanto para as crianças que irão passar por consulta, quanto às que estão como acompanhantes, como é o caso dos irmãos, por exemplo.  

Tanto a diretoria quanto os colaboradores acreditam que oferecer acolhimento humanizado ao paciente e acompanhante traz resultados incríveis, como aceitação do serviço, alegria, socialização e calma no momento de estresse. Defendemos a ideia de que o ambiente hospitalar precisa ser tratado com cuidados técnicos e cuidados humanizados, isso faz diferença”, frisa o diretor administrativo da unidade e coordenador da Comissão de Humanização, Carlos Alessandro Lima Lopes, Carlos Lopes.  

 

Pede pra voltar 

Desde que foi implantada, a novidade tem agradado. De acordo com a equipe, as crianças demonstram mais alegria e calma para passar por atendimento, tanto que até pedem para voltar. Além disso, trouxe também um conforto aos pais. Pelo menos é o que garante Thamires Rafaela Batista Soares, mãe de Yasmim Vitória. “Gostaria de parabenizar todos pelo excelente trabalho e tratativa com a gente. Este PS é grande e tudo é muito organizado. A ideia da brinquedoteca foi muito inteligente e inovadora. A televisão ajuda a entreter as crianças durante o tempo de espera”, declara.  

A tia de Sophia, Larissa Cardoso Leme, concorda. Ela elogia bastante a estrutura do equipamento de saúde. “O espaço é muito bom, principalmente a parte da pediatria, que tem televisão e brinquedoteca para as crianças. Isso as ajuda a não ficarem nervosas e com medo”, diz.    

Os depoimentos mostram que o intuito do projeto tem sido alcançado, já que, de acordo com a diretoria, “o objetivo da brinquedoteca é divertir as crianças e oferecer um atendimento humanizado durante o tempo da espera para consulta”. 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: