Barueri já castrou quase 18 mil animais domésticos desde 2017

A última campanha de castração de pets realizada gratuitamente pela Prefeitura de Barueri por meio da Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente (Sema), que ocorreu do dia 03 ao dia 06 de maio deste ano, castrou 590 cães e gatos machos e fêmeas. O número mostra o comprometimento da cidade com o bem-estar dos animais domésticos. Desde 2017 o serviço já esterilizou quase 18 mil pets, atingindo uma média de quatro mil castrações por ano até aqui.

“Esse serviço é disponibilizado gratuitamente para protetoras, munícipes e atende também aos animais resgatados pelo CEPAD”, explica Ivan Vanderley Silva, diretor de Biodiversidade da Sema.

Os mutirões acontecem mês sim / mês não, mesmo durante a pandemia, e, além da castração, incluem também a microchipagem do animal, conforme previsto na lei municipal nº 2.588, de 18 de dezembro de 2017 (baixe o texto da lei AQUI). Ela determina que os donos de animais domésticos residentes no município coloquem em seus pets microchips que armazenam informações sobre seu responsável, a serem acessadas em casos de perda ou abandono.

Quem ama, cuida

A castração, além de deixar os pets mais calmos e evitar o crescimento desordenado da população canina e felina, que por si só os expõe a diversos riscos, reduz a chance de desenvolverem doenças como a Piometra, outras infecções uterinas, câncer de mama, câncer no testículo e problemas na próstata, dentre outros. Com relação ao câncer de mama, 99% das fêmeas caninas castradas antes do primeiro cio não apresentam o problema; já nas gatas, a queda fica entre 40 e 60%.

“A castração de cães e gatos é um ato de amor e também de guarda responsável. Muitos animais não têm a felicidade de encontrar um lar, por isso, quanto mais animais cadastrados, menor o abandono. Sem contar que, quando castrados, os cães e gatos apresentam menor ímpeto de perambular pelas ruas, diminuindo os acidentes”, relata a médica veterinária Camilla P. Camargo, responsável pelo Centro de Atenção ao Animal Doméstico de Barueri (CEPAD).

A munícipe Mariane Soares, de 23 anos, tutora da Safira, conta que a castração gratuita ajuda muito as pessoas que não têm condições de arcar financeiramente com a cirurgia. “Eu acho muito importante, porque muitas pessoas não possuem condições financeiras, como eu, que pago aluguel e acabei adotando o pet e não tenho condições de pagar pelo procedimento. É bem legal pra gente manter a saúde do animal e não ter o problema de uma gravidez indesejada, isso ajuda bastante”, comenta.

Gisele Silva Ferreira, tutora da gata Luna, partilha do mesmo pensamento. “Porque não é todo mundo que tem condições de pagar 400 reais para castrar um gato ou um cachorro. E castrando você evita que o bicho saia de casa, sofra acidentes, maus-tratos e vários outros riscos”, salienta.

Para Ivonete Diniz, de 55 anos, a campanha representa bem-estar para todos. “A castração tira das vias públicas os cachorros, porque quando chega a época do cio sai aquele mundaréu de cães nas ruas, deixando depois muitos filhotes perdidos, abandonados. É um meio de conscientizar o tutor do pet que ele tem de tomar cuidado, pois é a vida, tanto do animal quanto do humano que está em risco, como nos casos de atropelamento e a possibilidade do motorista desviar do bicho e atingir uma pessoa”, diz.

 

Fique ligado

As campanhas de castração são anunciadas no Portal da Prefeitura de Barueri e em suas redes sociais (Facebook e Instagram). Embora o número de vagas seja alto, a procura é grande e faz o preenchimento ocorrer bem rápido.

 

Siga nas redes:
Instagram: jornalimprensaregionalregoeste
Site: jimprensaregional.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/pg/jimprensaregional

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: