Barueri é a 36a cidade mais sustentável do País

Reconhecida internacionalmente como uma cidade inteligente, Barueri alcança agora uma importante marca: tornou-se o 36º município mais sustentável do Brasil, dentre as 770 cidades analisadas. Ficou em 1º lugar na região oeste e em 2º na Grande São Paulo, ficando atrás apenas de São Caetano do Sul.

Os dados são do Índice de Desenvolvimento Sustentável das Cidades (IDSC), lançado na última terça-feira (23) pelo Programa Cidades Sustentáveis (PCS) em parceria com a Sustainable Development Solutions Network (SDSN), uma iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU).

O Índice é uma ferramenta que monitora e estimula o cumprimento dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pela ONU.

Barueri se sobressaiu em vários deles, com destaque para Consumo e produção responsáveis e Parcerias e meios de implementação, nos quais alcançou a pontuação máxima (100). Vale ressaltar que a pontuação 100 indica a realização ótima do ODS.

Outros objetivos que apresentaram desempenho próximo de 100 foram Erradicação da pobreza (77,73), Água limpa e saneamento (81,75), Energia limpa e acessível (99,87), Cidades e comunidades sustentáveis (81,54) e Ação contra a mudança global do clima (93,95).

Yara Garbelotto, diretora de Planejamento Ambiental da Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente (Sema), conta que investimentos feitos nos últimos anos contribuíram bastante para esses resultados, entre eles a manutenção e o fortalecimento do programa de coleta seletiva, que cobre 100% da cidade, e a adoção de lâmpadas de LED na iluminação pública da cidade. Há ainda os investimentos na construção de duas novas unidades de conservação: o Parque da Juventude e o Parque Linear.

Segundo a diretora, a criação de unidades de conservação impactam diretamente os indicadores avaliados por esse Índice. “A gente ficou muito contente com o resultado, porque ele é reflexo de um trabalho que vem sendo feito há bastante tempo, de monitoramento de metas e índices, e investimentos da Prefeitura nas áreas mais necessárias. Essa colocação no IDSC reflete os esforços de toda a administração pública”, comenta Yara.

O ranking analisou 770 cidades brasileiras, as quais foram selecionadas conforme alguns critérios, entre eles: cidades em regiões metropolitanas, cidades signatárias do PCS na gestão 2017-2020 e cidades com a Lei do Plano de Metas.

Da região oeste, Barueri é a única a ocupar um lugar nesse ranking, com a pontuação geral de 65,35. “Estamos no caminho certo, temos o compromisso com os 17 ODS e a Agenda 2030 e vamos continuar trabalhando para melhorar cada vez mais no IDSC. Barueri sempre à frente!”, comenta Fabiola Sarcinella, coordenadora do programa Barueri: cidade inteligente e sustentável.

 

Pacto supranacional

Em 2015, a ONU propôs aos países-membros, entre eles o Brasil, combater os principais problemas globais, por meio de uma agenda que estabelece metas, compromissos e prazos a serem cumpridos até 2030.

A Agenda 2030, como ficou conhecida, buscou envolver governos, sociedade civil e o setor privado em um conjunto de ações para reduzir a fome, fortalecer a educação, garantir a igualdade de gênero, entre outros.

A concretização desse pacto foi a criação dos 17 ODS e 169 metas relacionadas. Os ODS abrangem os 5Ps definidos pela ONU: Pessoas, Planeta, Prosperidade, Paz e Parceria.

 

Siga nas redes:
Instagram: jornalimprensaregionalregoeste
Site: jimprensaregional.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/pg/jimprensaregional

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: