AME Psiquiatria comemora 10 anos com pesquisa inédita sobre perfil de pacientes em SP

Uma pesquisa inédita realizada com base em 30.151 prontuários revelou o perfil de pacientes com transtornos mentais atendidos no Ambulatório Médico de Especialidades (AME) Psiquiatria, serviço público de saúde mental da Secretaria de Estado da Saúde (SES), pioneiro no Brasil para assistência a casos moderados e graves na cidade de São Paulo, que completou 10 anos de funcionamento no dia 10 de agosto.

O estudo foi conduzido pela SPDM – Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, entidade filantrópica responsável pela gestão da unidade, em parceria com a SES.

Do total de pacientes atendidos no período, 62% foram mulheres em diferentes faixas etárias, e o principal diagnóstico entre todas as pessoas foram os transtornos de humor (como depressão, mania, bipolaridade) e de ansiedade. O estudo revelou ainda que 9% dos pacientes que receberam tratamento no AME eram crianças.

A prevalência de diagnóstico psiquiátrico segundo o Código Internacional de Doenças (CID-10) dos pacientes atendidos do AME Psiquiatria no período estudado foi de 36,5% de transtornos do humor, 29% de transtornos neuróticos, transtornos relacionados com o estresse e transtornos somatoformes, 11% de transtornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativa, 9% de esquizofrenia, transtornos esquizotípicos e transtornos delirantes, 5% de transtornos mentais orgânicos e sintomáticos, 3,14% de transtornos da personalidade e do comportamento adulto e 2% de retardo mental.

As mulheres predominaram nos atendimentos das equipes de transtornos afetivos (75%) e na geriatria (72%). No entanto, na equipe de álcool e outras drogas a prevalência do sexo masculino foi muito maior (79%).

Atendimentos

Desde o início de seu funcionamento, em agosto de 2010, o AME Psiquiatria recebe em média aproximadamente três mil novos pacientes por ano. Nesse período o serviço disponibilizou 74,5 mil novas vagas, com um total de 641,9 mil atendimentos realizados, 25,3 mil altas e tempo médio de tratamento de 403 dias. A equipe de transtornos afetivos foi responsável por 53% do total de atendimentos no período de 10 anos.

O AME está localizado na Vila Maria, na zona norte da capital, área de abrangência para 2,4 milhões de habitantes, segundo censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de 2010. Foi o primeiro ambulatório de saúde mental do Brasil a receber o certificado de excelência em gestão (nível 3) da Organização Nacional de Acreditação (ONA).

Os encaminhamentos para o AME Psiquiatria são feitos por Unidades Básicas de Saúde, Centros de Atenção Psicossocial (Caps), ambulatórios e prontos-socorros. A equipe de profissionais do AME avalia os pacientes e propõe projeto terapêutico multidisciplinar visando à estabilização psicopatológica.

“O modelo de assistência do AME Psiquiatria é único no Brasil e tem como objetivo principal assistir pacientes com transtornos mentais moderado a grave, por meio de intervenções resolutivas da equipe multidisciplinar, fornecendo diagnóstico e tratamento adequado. A integração das informações dentro da equipe é fundamental para o sucesso do projeto terapêutico”, afirma o psiquiatra Ronaldo Laranjeira, presidente da Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina.

Ele observa, ainda, que o estudo transversal realizado no AME poderá servir como apoio a gestores de todo o Brasil como modelo de ambulatório de saúde mental para o SUS (Sistema Único de Saúde).

 

Fonte: Governo do Estado de SP

 

Siga nas redes:
Instagram: jornalimprensaregionalregoeste
Site: jimprensaregional.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/pg/jimprensaregional

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: