Novembro Azul - Barueri

Alesp concede Colar de Honra ao Mérito a policiais que combateram mega-assalto em Araçatuba

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, por meio do seu presidente, deputado Carlão Pignatari, homenageou, nesta sexta-feira (12/11), os policiais que atuaram em confronto direto para impedir o mega-assalto a bancos ocorrido em 30 de agosto, em Araçatuba.

Os profissionais foram homenageados na sede do CPI-10 (Comando de Policiamento do Interior), na cidade. Carlão Pignatari condecorou 60 militares com o colar de Honra ao Mérito Legislativo, maior honraria concedida pela Alesp. Outros 88 policiais receberam o certificado de Honra ao Mérito do CPI-10.

A cerimônia contou com a participação do prefeito de Araçatuba, Dilador Borges; do comandante do dispositivo formado, major Gledes Nelson Marques; do Comandante do CPI-10, coronel Rodrigo Eval Arena; além de prefeitos de cidades vizinhas, vereadores e outras autoridades públicas, e convidados.

“A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo faz uma justa homenagem a esses heróis que defenderam não só a vida das pessoas, mas a honra de todos nós paulistas”, disse o presidente da Alesp. “Parabéns a todos vocês, onde mesmo os policiais que não estavam no combate, mas que ficaram no outro dia preservando os lugares onde tinham bombas que podiam ser detonadas a qualquer momento. Isso mostra honradez e compromisso de cada um de vocês, completou Carlão Pignatari.

Em sua fala, o prefeito de Araçatuba, Dilador Borges, agradeceu aos policiais militares envolvidos na operação. “Os bandidos passaram atirando a meio quarteirão da minha casa. Ouvi mais de duas horas de troca de tiro e vocês não recuaram”, disse. “Ao Baep [Batalhão de Ações Especiais de Polícia] e Polícia Militar, a nossa gratidão pela coragem de vocês em defesa à vida. Muito obrigado”, finalizou o prefeito.

O comandante do CPI-10, Rodrigo Eval Arena, relembrou sobre a ação, os armamentos e a violência dos assaltantes na data, e agradeceu aos presentes.

Assalto

Na madrugada do dia 30 de agosto de 2021, um grupo com, pelo menos, 20 homens fortemente armados, invadiram a cidade de Araçatuba, localizada a pouco mais de 500 quilômetros de São Paulo, em até 10 carros, e assaltaram três agências bancárias da cidade.

Imagens divulgadas por moradores e câmeras da cidade mostram que, durante a fuga, o grupo usou reféns como ”escudo humano” para escaparem de uma reação mais dura por parte da Polícia Militar.

Os criminosos, que usaram um drone para fiscalizar o movimento dos policiais, queimaram um caminhão e o deixaram atravessado para impedir a passagem de reforços policiais enviados de cidades vizinhas. O ataque ficou conhecido como ”Novo Cangaço” e resultou em três mortes, uma delas de um envolvido no crime, e outras seis pessoas ficaram feridas. Até agora, foram presas sete pessoas e a polícia ainda investiga as ligações da quadrilha com outros crimes semelhantes.

ALESP

 

Siga nas redes:
Instagram: jornalimprensaregionalregoeste
Site: jimprensaregional.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/pg/jimprensaregional

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: