Barueri

Adolescente é acusado da morte de 6 pessoas após dirigir a mais de 200 km/h nos EUA

O adolescente Noah Thomas Galle, de 17 anos, morador da Flórida, nos Estados Unidos, foi acusado de homicídio por dirigir a mais de 200 km/h em um acidente que terminou com a morte de seis pessoas.

A BMW M5 2019 de Galle bateu em outro carro, que transportava pessoas que voltavam para casa após o trabalho, em Delray Beach, no dia 27 de janeiro.

Entre os mortos estão a motorista Mirlaine Julceus, de 44 anos; Remize Michel, de 52 anos; Marie M. Louis e Filaine Dieu, de 45 anos; e Vanice Percina, de 28 anos. O nome da sexta pessoa não foi divulgado, informou a WPBF.

Quando um policial perguntou a Galle, a caminho de um hospital, a que velocidade ele estava dirigindo, o adolescente teria respondido “acima de 193 km/h”.

Investigadores do Gabinete do Xerife do Condado de Palm Beach acreditam que o adolescente, que sofreu ferimentos leves, estava sob a influência de álcool e/ou drogas no momento do acidente, informou o jornal Sun-Sentinel. Apenas os motoristas dos carros estavam usando cinto de segurança.

Durante a investigação, alguém avisou à polícia que Galle havia gravado a si mesmo, duas semanas antes, dirigindo a uma velocidade extremamente alta e postado as imagens no Instagram e no TikTok.

A polícia também descobriu nas redes sociais do jovem que ele havia postado imagem em que dirigia a quase 300 km/h no mesmo carro de luxo. Na seção de comentários, o adolescente teria escrito que a primeira pessoa que adivinhasse a velocidade receberia 25 dólares (aproximadamente R$ 115,50).

Uma BMW M5 2019 padrão é eletronicamente limitada a 249 km/h, mas o modelo de competição permite atingir 304 km/h, de acordo com um site de revendedores da BMW citado pelo jornal. O relatório da polícia não especificou qual modelo Galle estava dirigindo.

O adolescente recebeu as seis acusações de homicídio na última terça-feira (19).

A filha de Louis, Lyndie Louis, dirigiu-se à juíza do Tribunal Juvenil do Condado de Palm Beach, Cymonie Rowe.

“Esta tem sido uma situação muito, muito difícil para toda a minha família, minha irmã, eu e minha filha”, disse Lyndie, de acordo com a WPBF. “Ela tem 8 anos. Toda vez que ela chega em casa, ela pergunta: ‘Por que a vovó não pode voltar, mãe?’. Minha mãe era uma mulher muito amorosa e dedicada.”

“Acho que o réu deveria estar na cadeia, e não em casa. Não podemos ver nossas famílias agora, e por que ele deveria? Esse foi um crime muito imprudente, e não apenas para minha mãe – para a vida de todos. Precisamos de justiça”, acrescentou.

A sobrinha de Julceus, Clerna Marc, disse ao tribunal que a tragédia “essencialmente destruiu” a família.

“Mirlaine deixou para trás uma filha de 10 anos que precisa ser essencialmente criada sem a mãe. Ele só quer justiça para essa situação”, disse ela, referindo-se ao viúvo de Julceus.

Galle está detido sob fiança de 300 mil dólares, o equvalente a R$ 1,3 milhão. Caso pague o valor, o jovem não poderá dirigir e deverá permanecer em prisão domiciliar. Ele deve ser julgado em 28 de abril.

Fonte: R7

Siga nas redes:
Instagram: jornalimprensaregionalregoeste
Site: jimprensaregional.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/pg/jimprensaregional

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: